Fortaleza amanhece com chuva nesta sexta e Ceará tem alerta de precipitações intensas

Precipitações fortes, segundo o Inmet, devem atingir parte do litoral cearense, região norte e Vale do Jaguaribe

Legenda: A última atualização dos dados fio registrado pela funceme às 9h30 deste domingo
Foto: José Leomar

Fortaleza registrou chuva no início da manhã desta sexta-feira (15). Na capital, moradores da Capital relataram precipitações no Centro, em ruas como Tristão Gonçalves e Senador Pompeu; Avenida Raul Barbosa, no Bairro Aerolândia; Avenida Aguanambi e Avenida Jornalista Tomaz Coelho, no Bairro Messejana. Entre a quinta (15) e esta sexta, choveu 41,6 milímetros na cidade. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) essa precipitação foi registrada no Posto Água Fria. 

Um alerta de chuvas com perigo potencial para parte do litoral do Ceará, Região Norte e Vale do Jaguaribe, foi emitido pelo Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O aviso já está valendo desde às 6h40 desta sexta-feira (15) e vai até as 8h deste sábado (16).

Segundo o Inmet, poderá chover entre 30 e 60 milímetros por hora, ou até 100 milímetros por dia nos municípios listados. Há risco de corte de energia elétrica, de queda de galhos de árvores, de alagamentos e descargas elétricas. 

O Inmet recomenda que os moradores, em caso de rajadas de vento, evitem se abrigar embaixo de árvores. Veículos também não devem ser estacionados próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. A população deve evitar utilizar aparelhos eletrônicos ligados à tomada. 

Caso haja algum problema, o órgão orienta que as pessoas entrem em contato com a Defesa Civil, por meio do número 199, e com o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193.

Legenda: Tempo nublado no bairro Maraponga em Fortaleza
Foto: Maria Luísa
 

Trechos alagados na capital

Com a chuva trechos já conhecidos em Fortaleza ficaram alagados. Mesmo com fluxo de veículos reduzido, por causa do novo decreto da prefeitura e do Governo do Estado para conter o avanço da Covid-19, alguns motoristas tiveram que passar com cautela pela Avenida Alberto Craveiro principalmente próximo as obras de alargamento de um viaduto.  

Outra via que registrou alagamento foi a Avenida Raul Barbosa, no Bairro Aerolândia, como também na Avenida Heráclito Graça, no Centro da capital. Apesar dos alagamentos, fluxo de veículos é tranquilo.  

A Funceme registrou precipitações em pelo menos 45 municípios. Os dados serão atualizados pelo órgão no decorrer desta sexta. A maior precipitação computada pelo órgão foi em Guaraciaba do Norte, na Região da Ibiapaba, com 45 milímetros. Em seguida a Capital com 41,6 milímetros. Choveu também em Aracati (40 milímetros), Reriutaba (39 milímetros) e Pindoretama (38 milímetros).

Legenda: Centro de Fortaleza
Foto: José Leomar

10 maiores chuvas por posto no dia:

  1. Guaraciaba Do Norte (Posto: Limoeiro) : 45.0 mm
  2. Fortaleza (Posto: Fund.ma.nilva(agua Fria)) : 41.6 mm
  3. Aracati (Posto: Mata Fresca) : 40.0 mm
  4. Reriutaba (Posto: Reriutaba) : 39.0 mm
  5. Pindoretama (Posto: Pindoretama) : 38.0 mm
  6. Ipueiras (Posto: Matriz) : 34.0 mm
  7. Varjota (Posto: Dipan) : 30.0 mm
  8. Aquiraz (Posto: Sitio Sapucaia Fagundes) : 27.0 mm
  9. São Benedito (Posto: Sao Benedito) : 26.8 mm
  10. Viçosa Do Ceará (Posto: Vicosa Do Ceara) : 25.0 mm

Condições favoráveis para chuva

O Ceará voltou a apresentar condições de chuva até o próximo sábado (16), segundo análise das condições de tempo realizada pela Funceme na tarde desta quinta-feira.  Conforme os meteorologistas, áreas de instabilidade que se formaram próximo à costa norte do Nordeste deverão colaborar para precipitações isoladas na macrorregião Jaguaribana e possibilidade na faixa litorânea, Maciço de Baturité e Ibiapaba. Nesta sexta, além das regiões citadas anteriormente, o Cariri também deve ter registros de precipitações.  

No sábado, a Funceme indica que o Ceará deverá apresentar chances de chuvas em todas as macrorregiões, porém, com registros em áreas reduzidas em cada uma delas. Ao longo destas 72 horas, o céu deve ser apresentar ora mais claro, ora mais encoberto.

Foto: José Leomar

Reservatórios hídrigos 

Segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o Ceará possui 38 reservatórios monitorados sangrando. Além disso, outros 56% estão com volume de 90%. O Castanhão, maior reservatório cearense, chegou a 15,63% de sua capacidade, melhor marca dos últimos oito anos. O Orós está com 26,63% e o Banabuiú com 12,18%. 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza