Depoimento: moradora da cobertura, que saiu 15min antes da queda, fala em 'ferros expostos'

Ana Maria Ramos residia na cobertura do Edifício Andrea, no sétimo andar, há 36 anos. Ela relatou que notou que uma das colunas do prédio estava quase totalmente sem reboco e com os ferros encurvados

Legenda: A moradora ainda conta que chegou a observar na segunda-feira (14), quando as obras do prédio iniciaram, que boa parte das colunas estavam “descascadas”, com o reboco tirado e com os ferros expostos.

A moradora do Edifício Andrea, Ana Maria Ramos, relatou em depoimento à Polícia que saiu da cobertura apenas 15 minutos antes do prédio desabar. Ela residia no condomínio desde 1983, cerca de 36 anos, e conta que foi a primeira residente.

Ana Maria e o esposo, Clotário Sousa Nogueira, estavam em uma agência do Banco do Brasil, na avenida Barão de Studart, quando receberam a ligação de um conhecido informando que tinha visto a notícia do desabamento pela internet. 

No depoimento, ela ainda conta que chegou a observar na última segunda (14), quando as obras do prédio iniciaram, que boa parte das colunas estavam “descascadas”, com o reboco tirado e com os ferros expostos.

Já na terça-feira (15), por volta das 10h15, quando saiu com o marido para ir ao banco, notou que uma das colunas estava quase totalmente sem reboco e com os ferros encurvados, como se não estivesse suportando o peso. 

Moradora da cobertura ainda relata que não viu nenhuma escora no prédio em nenhum dos dois dias. 

Além de Ana Maria e do esposo, também moravam no apartamento 701 a filha do casal, Katia Ramos Nogueira, o genro do casal, Jorge de Castro Bomfim, e a neta, Naiara Nogueira Bonfim. Nenhum dos moradores do apartamento estavam no local no momento do ocorrido. 

À Polícia, Ana Maria relata ter conhecimento de que o edifício foi construído pela Imobiliária Alpha, de propriedade de Francisco das Chagas Brandão. Todos os documentos do apartamento ficaram soterrados com o desabamento. 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza


Redação 30 de Novembro de 2020