Coronavírus: com cerca de 40 mil membros no Ceará, Igreja Mórmon suspende atividades presenciais

A ordem para cancelamento de encontros partiu da presidência internacional da Igreja e está sendo adotada em todos os templos do mundo

Legenda: Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Fortaleza suspende atividades presenciais
Foto: Foto: Fabiane de Paula

O avanço dos casos do novo coronavírus (Covid-19) no mundo vêm deixando organizações religiosas em alerta. Nesta quinta-feira (12), a Primeira Presidência da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias comunicou, em nota, que todas as unidades devem suspender temporariamente as atividades de encontro a partir desta sexta-feira (13). No Ceará, os templos já estão se adaptando à nova recomendação e cerimônias. A medida impacta em cerca de 40 mil membros existentes no Ceará, de acordo com Élder Simplício, setenta autoridade de área-Brasil.

Com 80 templos e capelas espalhadas pelo estado, a suspensão das atividades deve durar um mês. “A recomendação internacional é essa. Na sede da Igreja, nos Estados Unidos, os líderes mantiveram reuniões com uma junta médica e representantes governamentais. Depois dessa reunião, houve a decisão. Isso pode ser abreviado ou estendido, conforme a situação mundial”, explica Simplício.

A chamada reunião sacramental, ocorrida aos domingos nas igrejas mórmons, será a primeira atividade afetada pela recomendação. “Nós temos bailes, seminários, festas, viagens. De fato, são atividades que envolvem aglomerações, então essa suspensão é necessária tendo em vista a transmissão da doença”, diz. 

A orientação para os membros é que façam os estudos do “vem e segue-me”, um tipo de manual da igreja, em casa, conforme Simplício. “Nós temos conferência online, ocorridas duas vezes ao ano e transmitida para todo o mundo. A próxima será em abril, e o fiel pode assistir de casa”, afirma.

Além disso, todas as recomendações de saúde estão sendo seguidas pelos templos, afirma Simplício. “Higienização, uso de álcool em gel e todas as precauções”. “Estou estudando para implantar essas medidas em Alagoas e Pernambuco, lugares onde eu sou responsável também”, completa. 

Missionários em observação

O Covid-19 afetou o programa de missionários, uma das etapas da vida religiosa dos integrantes da Igreja. Durante o processo, jovens são enviados para outros países com o intuito de divulgar o evangelho. 

Por isso, o trânsito de missionários está sendo monitorado. Em casos onde voluntários são designados para cidades afetadas, a escala é adequada. “Alguns estão sendo encaminhados para áreas de menor risco”, informa Nei Garcia, Diretor de Comunicação da Igreja de Jesus Cristo dos Últimos Dias. 

A Igreja dispõe de uma equipe médica que acompanha e orienta os integrantes que estão em missão. “Se algum missionário aparentar sintomas, ele entra em observação. Conforme a necessidade, ele é encaminhado para atendimento”, explica Garcia.  

Catedral de Fortaleza suspende evento

O agravamento da situação no país desencadeou medidas de contenção em outros órgãos religiosos. A Arquidiocese do Ceará suspendeu a edição deste ano da Caminhada Penitencial, prevista para acontecer neste domingo (15), em Fortaleza. O cancelamento foi comunicado em nota e assinado pelo Arcebispo de Fortaleza, Dom José Antônio. 

As congregações cearenses já vem tomando medidas para evitar o contágio em celebrações religiosas. Alguns fiéis vêm sendo orientados por padres e responsáveis pelas Igrejas a evitar contatos físicos em orações e momentos de interações tradicionais, como a Paz de Cristo e o momento de comunhão. 

Ceará sem casos confirmados

Até a manhã desta sexta-feira (13), nenhum caso de Covid-19 foi confirmado no Estado pela Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa). O boletim mais recente divulgado pela Pasta informou que 20 pacientes suspeitos estão sendo monitorados. Das 82 notificações registradas no Estado, 62 foram descartados. 

Os casos em observação são dos moradores dos municípios de Aquiraz, Caucaia, Crato, Fortaleza e Quixadá. 18 deles estiveram em países com indicativo de novo coronavírus e dois tiveram contato contatos próximos com pessoas que viajaram para fora.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza