Centros religiosos do Ceará promovem encontros e reflexões online para evitar coronavírus

Medida atende à recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) para que as pessoas evitem aglomerações.

Legenda: Fiéis são encorajados a realizar orações ou reflexões em casa.
Foto: Foto: José Leomar

Centros religiosos do Ceará têm cancelado atividades presenciais e promovido reflexões pela internet como forma de prevenção à transmissão do novo coronavírus. A medida atende à recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) para que as pessoas evitem aglomerações. Com isso, eventos virtuais estão sendo marcados para que os adeptos continuem estudando, rezando ou recebendo palavras de encorajamento.

O Ceará tem nove casos confirmados de coronavírus, segundo boletim divulgado nesta segunda-feira (16). 

> Diário do Nordeste lança cartilha com informações sobre o coronavírus
> Ceará cancela eventos e altera rotina por medo do coronavírus
> Governo do Ceará anuncia R$ 45 milhões para ações contra avanço de coronavírus

Membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Fortaleza foram orientados a fazer leituras relacionadas à religião em casa, desde que os encontros presenciais foram suspensos. A conferência mundial da religião, que acontecerá em abril, nos Estados Unidos, terá restrição de público e deve ser transmitida pela internet.

A partir desta segunda-feira (16), as práticas no Centro de Estudos Budistas Bodisatva (CEBB) de Fortaleza também serão suspensas. O centro motiva os membros a permanecerem em meditações por meio do canal do mestre budista Lama Padma Samten ou através da rádio Ação Paramita.

Seicho No Ie

A filial de Fortaleza da religião de origem japonesa Seicho No Ie decidiu suspender as congregações até dia 30 de abril. Nesse intervalo, a sede localizada em São Paulo realizará atividades virtuais, como cursos e palestras, e disponibilizará, no canal do Youtube da instituição, para os membros de todo o País, aos domingos, de 9h às 10h; e terças às sextas, de 14h às 15h e de 20h às 21h.

Conforme a supervisora administrativa e doutrinária da regional Ceará/Fortaleza, Verônica Oliveira, é necessário seguir as orientações do Ministério da Saúde, mesmo que a religião não acredite na existência de doenças. “Nós aceitamos com muita tranquilidade”, diz.

Oração católica

A comunidade Shalom brasileira convidou os membros a participarem de orações individuais durante todos os dias do período da Quaresma. Apesar disso, encontros e missas presenciais no Ceará não foram suspensas. 

Devido ao agravamento da crise causada pelo vírus na Itália, o Papa Francisco realizou um momento de oração online com os fiéis. O país europeu já registrou mais de 20 mil casos da doença, e a população está em quarentena. As celebrações da Semana Santa serão feitas sem a presença dos fiéis.

Tira as dúvidas sobre o novo coronavírus: 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia do Covid-19, no dia 11 de março. O órgão alertou que o número de pacientes infectados, de mortes e de países atingidos deve aumentar nos próximos dias e semanas.

O termo pandemia se refere ao momento em que uma doença já está espalhada por diversos continentes com transmissão sustentada entre as pessoas.

TRANSMISSÃO E CUIDADOS

O novo vírus é transmitido por vias respiratórias, pelo ar, e por gotículas de saliva que saem em um espirro ou tosse, por exemplo, e também podem ser transferidas por contato físico ou superfícies contaminadas.

SINTOMAS

Os principais sintomas são tosse seca, febre e cansaço. Algumas pessoas podem sentir dores no corpo, inflamação na garganta, congestionamento nasal e diarreia.

PREVENÇÃO

As pessoas devem ter cuidado com a higienização das mãos e evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza