Ceará tem 183.301 casos confirmados de Covid-19, com mais de 7,8 mil mortes

O Estado tem 81.733 casos em investigação; plataforma apresenta novos indicadores

Os casos confirmados de Covid-19 no Ceará chegaram a 183.301, com 7.893 mortes em decorrência da infecção, segundo dados da plataforma IntegraSUS, atualizada às 10h13 pela Secretaria Estadual de Saúde. O número de pessoas recuperadas da enfermidade é de 154.545. 

Nesta quinta-feira, a plataforma passou a apresentar novos indicadores: o número total de casos notificados, e a incidência de casos confirmados da Covid-19 em cada cidade.

Desde o início da pandemia no Ceará, já foram notificados 527.522 casos. Há ainda 81.733 casos em investigação (casos que aguardam o resultado de exame, com exames inconclusivos e casos notificados sem a solicitação de exam) e 604 mortes suspeitas do novo coronavírus. Já foram realizados 493.979 exames para identificar o vírus. 

A letalidade da doença, proporção entre os índices de casos e mortes, é de 4,3%. 

Fortaleza concentra 42.834 diagnósticos positivos e 3.724 óbitos pela Covid-19. A incidência da doença na cidade é de 1.604,7.

Na Região Norte, Sobral registra 10.121 casos confirmados e 288 mortes pela enfermidade. A incidêndia é de 4.844.1. Em Juazeiro do Norte, no Cariri, já foram confirmados 11.046 casos A incidência em Juazeiro, onde 228 pessoas não resistiram à doença, é de 4.028,3.

Na macrorregião de saúde de Fortaleza, Caucaia, a segunda cidade em número de mortes, tem 5.132 casos confirmados, 321 óbitos e incidência de 1.420. Maracanaú contabiliza 5.487 diagnósticos positivos e 233 mortes, com incidência de 2.407,8. Já Maranguape, com 3.255,6 de incidência, registra 4.199 casos e 107 mortes.

A plataforma indica que as cidades com as maiores incidências de casos do novo coronavírus são Acarape (8.259,1), Flecheirinha (5.841,4), Groaíras (5.746,3) Chaval (5.715,8) e Moraújo (5.123,8).

A ocupação dos Leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) está em 69,13%. Já a ocupação dos leitos de enfermagem é de 35,71%.

Os números divulgados pela Secretaria da Saúde são atualizados permanentemente e fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detecção da presença do vírus, ou seja, não necessariamente correspondem à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo da cidade de Fortaleza?

Assuntos Relacionados


Redação 21 de Setembro de 2020