Católicos celebram Corpus Christi com a tradicional confecção de tapetes em Fortaleza

Diante do cenário da pandemia da Covid-19, as igrejas tiveram limitação de público em 30%

Escrito por Redação, metro@svm.com.br

Metro
Legenda: Na Paróquia Cristo-Rei, o tapete ocupou quase a extensão total do templo
Foto: Divulgação

Com a presença reduzida de fiéis devido às determinações do decreto estadual para prevenir a disseminação da Covid-19, os católitos celebraram a data de Corpus Christi, nesta quinta-feira (3), com a tradicional confecção de tapetes.

Na Paróquia Cristo-Rei, no bairro Aldeota, o tradicional tapete - que no cristianismo simboliza caminho por onde o corpo de Cristo vai passar - foi confeccionado no templo sagrado.

O mesmo aconteceu nas Paróquias de Nossa Senhora dos Prazeres, em Caucaia, e na Nossa Senhora da Glória, na cidade dos Funcionários.

Legenda: Em Caucaia, o tapete foi armado na entrada da Paróquia Nossa Senhora dos Prazeres
Foto: Divulgação

Um imenso e florido tapete também foi formado na Paróquia de Nossa Senhora das Dores, no bairro Otávio Bonfim e na Paróquia de Santa Teresinha do Menino Jesus, no bairro Vicente Pinzón, ambos na Capital Cearense. 

Legenda: Na Paróquia Nossa Senhora das Dores, o público na celebração de Corpus Christi esteve reduzido
Foto: Divulgação

Na Igreja da Saúde, no Mucuripe, e na Paróquia de Gauiuba e na Nossa Senhora de Salette, no bairro Bela Vista, os fiéis finalizaram a confecção dos tapetes no início da tarde.

Os adereços religiosos estampavam frases que pediam "vacina (contra a Covid-19) para todos" e alimento na mesa. 

Legenda: Na Igreja do Mucuripe, um enorme e colorido tapete foi confeccionado para celebrar a tradição de Corpus Christi
Foto: dovulgação

Alguns tapetes destacavam a importância do isolamento social e o uso de máscara, e também faziam referência as quase 500 mil mortes por decorrência do novo coronavírus no Brasil.

Legenda: Além dos dizeres religiosos, os tapetes em celebração à Corpus Christi traziam mensagens alusivas à pandemia
Foto: Divulgação

Tradição em meio à pandemia

A data de Corpus Christi, celebrada pela Igreja Católica, exalta a presença de Jesus Cristo no pão e no vinho consagrados.

No calendário litúrgico, este é um dos momentos de maior simbolismo para o católico, por rememorar o mistério do sofrimento de Cristo para resgate e salvação da humanidade.

A celebração da data teve início na Bélgica, no século XIII, quando uma freira afirmou ter tido visões de Jesus demonstrando-lhe o desejo que a Eucaristia fosse celebrada com mais vigor pelos fiéis.[



Neste ano, assim como ocorrera em 2020, diante do cenário pandêmico, as celebrações ocorrem com redução de público.

Em 2021, as igrejas estão permitidas a realizarem missas presenciais, mas com ocupação de até 35% da capacidade de membros em cada igreja. As celebrações também são transmitidas via internet.