Após obras da Cagece, moradores recebem água barrenta; Companhia promete resolução ainda hoje (28)

Equipe técnica realiza "ajustes operacionais na rede" nesta sexta-feira, conforme Cagece

Mulher segura copo de vidro abaixo de torneira e o copo se enche de água enlameada, com cor amarronzada
Legenda: Silvania relata que além de ter aspecto barrento, água tinha odor forte
Foto: Arquivo Pessoal

Após obra que paralisou o abastecimento na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), alguns moradores relataram a volta da água nesta sexta-feira (28) com aspecto barrento. De acordo com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), o evento de turbidez da água é incomum, mas pode acontecer após a paralisação total do sistema. Por nota, o órgão afirmou que o problema será resolvido até o final do dia. 

inter@

“Hoje às sete e pouco da manhã eu abri a torneira e começou a sair essa água de lama e com um cheiro insuportável. Eu já derramei a água da caixa e agora tá começando a sair a água mais limpa, mas com o cheiro forte ainda”, relata Silvania Maria de Sousa Pinto, 43 anos, moradora do bairro Siqueira, em Fortaleza. 

A água da casa de Silvania e da de diversos moradores da RMF começou a faltar nesta quinta-feira (27) devido a uma intervenção da Cagece na Estação de Tratamento Gavião e em tubulações de grande diâmetro da Capital e de Maracanaú, Maranguape, Eusébio, Pacatuba, Novo Maranguape, parte de Caucaia e de Itaitinga

Segundo a companhia, a obra já foi concluída e o abastecimento deve ser normalizado gradativamente em até 48 horas. Como o sistema funciona por pressão, a água deve chegar mais rápido em regiões centrais e depois em áreas mais elevadas. 

A moradora do bairro Cocó, também em Fortaleza, Lorena Matos Nobre Oliveira, 26 anos, afirma que a água de seu apartamento também chegou a faltar, mas apenas por algumas horas nesta sexta-feira. Mesmo assim, quando o abastecimento voltou, a água tinha coloração escura. Depois de algum tempo com as torneiras e chuveiro ligado, a cor foi se dissipando e o líquido voltando a ser cristalino.

"Eu não cheguei a ligar pra Cagece porque tive informações pelas redes sociais. Mas tive colegas que tentaram entrar em contato porque não se sentiram informados o suficiente, da falta d'água, do tempo, da previsão [de retorno]", diz Lorena.

As equipes técnicas da Cagece, conforme nota enviada à imprensa, estão “realizando ajustes operacionais na rede para solucionar a ocorrência". 

Dúvidas sobre a conta de água

Por ter de descartar toda a água suja que ficou armazenada na caixa, Silvania teme que a conta venha mais cara. “Quem é que vai pagar essa conta no fim do mês? Porque minha caixa é de mil litros”, questiona. “Se eles achavam que a água ia chegar nessa situação, era pra ter avisado, né, pra gente não abrir as torneiras pra não entrar água na caixa”. 

A companhia afirmou que mandaria uma equipe para verificar a situação de Silvania também nesta sexta-feira.

Em caso de dúvidas, os clientes da Cagece devem entrar em contato com o órgão pelos canais de atendimento disponíveis, como a Central de Atendimento (0800.275.0195), o aplicativo Cagece App (disponível para Android e iOS) ou por meio da Gesse, assistente virtual que atende no portal da companhia (www.cagece.com.br).

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza