15 cidades do Ceará participarão de uma das maiores pesquisa do mundo sobre Covid-19

Mais de 10 mil pessoas serão entrevistadas no Estado por equipes treinadas sobre a doença

Técnicos da Fiocruz trabalham em kit de diagnóstico do coronavírus
Legenda: Técnicos da Fiocruz trabalham em kit de diagnóstico do coronavírus
Foto: Bernardo Portella/Fiocruz

Quinze municípios cearenses foram selecionados para participar da Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 (Precov), elaborada pelo Ministério da Saúde. O estudo deve estimar a prevalência da infecção pelo vírus. Ao todo, 10.985 pessoas serão entrevistadas no Ceará – selecionadas a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), por meio do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) e do projeto Vigiar SUS, cuida da articulação junto aos 15 municípios cearenses selecionados, incluindo Fortaleza.

Dados divulgados sobre amostragem de Pesquisa
Legenda: Dados divulgados sobre amostragem de Pesquisa
Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

O estudo, apontado pelo Ministério da Saúde como um dos maiores inquéritos sorológicos de Covid-19 registrados no mundo até o momento, busca registrar as características socioeconômicas, demográficas e epidemiológicas dos participantes da pesquisa, observando o grau da infecção.

Além disso, a análise pretende ainda alcançar cálculos mais precisos da morbidade e da letalidade pela Covid-19.

Como sera feita a pesquisa?

Os participantes selecionados terão uma amostra de sangue coletada para identificar a presença de anticorpos contra a doença.

O IgG, proteínas produzidas pelo organismo com o objetivo de defender o organismo contra agentes infecciosos e suas toxinas, apontará quem já foi contaminado e/ou desenvolveu imunidade após a vacinação.

A Sesa ressalta que todas as informações dos participantes serão mantidas em sigilo. O material será analisado nas unidades de Apoio ao Diagnóstico de Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Ceará e no Rio de Janeiro.

Resultados da pesquisa

Após a coleta de dados nas entrevistas, será possível estabelecer estratégias baseadas em evidências, ressalta a interlocutora do Vigiar SUS, Viviane Duarte. 

Esse estudo será de grande importância para o Ceará e para a Sesa, que poderá, com as informações adquiridas, tomar decisões baseadas em evidências, embasando as respostas em saúde pública
Viviane Duarte
Interlocutora do Vigiar SUS

Municípios cearenses que farão parte da pesquisa

Aquiraz
Cascavel
Caucaia
Chorozinho
Eusébio
Fortaleza
Guaiúba
Horizonte
Itaitinga
Maracanaú
Maranguape
Pacajus
Pacatuba
Pindoretama
São Gonçalo do Amarante

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza