Silvio Romero revela detalhes que pesaram para escolher Fortaleza e rejeitar Ceará; veja coletiva

O atacante argentino foi disputado pelos clubes cearenses e acertou com o Leão para 2022

Silvio Romero em ação pelo Fortaleza
Legenda: Silvio Romero irá vestir a camisa de número 9 no Fortaleza
Foto: Kid Júnior / SVM

O atacante argentino Silvio Romero foi apresentado oficialmente como reforço do Fortaleza nesta terça-feira (25). A coletiva foi na Arena Castelão, com o atleta vestindo a camisa de número 9. Dentre os pontos abordados, o centroavante explicou porque acertou com o Leão e rejeitou a oferta do Ceará, que também tinha interesse na contratação e até abriu negociações para 2022.

“Na negociação com Ceará e Fortaleza, no Fortaleza encontrei uma atenção boa familiar e logo depois como clube, também ajudou muito que o corpo técnico seja argentino e há um projeto ambicioso, isso inclinou para o lado do Fortaleza. O ambiente foi de grande apoio, estou ciente que tomei a decisão correta. Estou feliz de ficar aqui”, disse o ex-jogador do Independiente-ARG.

O suporte para a família foi um ponto importante porque Romero possui dois filhos, com um necessitando de auxílio para locomoção. Assim, o time tricolor ofereceu esse suporte no acordo.

“Uma das principais questões que se fez na negociação foi a família. Eu tenho dois filhos, um deles com uma dificuldade, e o Fortaleza mostrou a maior vontade e disposição para, quando ele chegar em Fortaleza, ter toda a comodidade, se sentir na Argentina, com a família. Essa foi a maior virtude da negociação, que para mim era o mais importante”, destacou o centroavante de 33 anos.

Veja coletiva de Silvio Romero

O contrato de Romero no Fortaleza é de empréstimo junto do Independiente-ARG por um ano. Ao término do período, o Leão pode renovar o empréstimo por mais uma temporada ou firmar a compra em definitivo, com um valor fixado.

Confira outros pontos da entrevista

Ídolos no futebol

"O meu ídolo é o Maradona. Na Argentina, como no Brasil, tem grandes atacantes e são incentivos para quando pequeno, querer ser como eles, como Batistuta, Crespo, Maradona e Kempes que marcaram uma parte importante da minha vida, e na Argentina é importante ter ídolos, imagino as crianças do Brasil, que também tem os ídolos na história, como Ronaldo, Bebeto e Neymar, são de muita paixão, 'futeboleiros' e isso é improtante para quando pensar em futebol, ter como referencia essa paixão".

Grupo do Fortaleza

"Ajuda muito o corpo técnico ser estrangeiro, mas a melhor virtude é que o grupo é muito alegre e unido, não somente os jogadores, mas o clube é um ambiente familiar e essa é maior vitude. Me receberam bem, todos oo companheiros, staff e isso me dá muito alegria, é muito importante pra mim".

Calendário do Brasil

"É um calendário distinto com mais partidas, é mais competitivo porque a liga brasileira tem 20 equipes, a maioria está jogando por algo importante, seja a Libertadores ou a Sul-Americana e isso faz o jogo ser competitivo. Além da Copa do Brasil, que é muito importante, e os torneios estaduais que, para o clube, tem importância. Onde vamos jogar partidas importantes como o Clássico. Sei que será uma excelente Copa Libertadores, a primeira de muitas, esperamos ficar na altura dessa competição".

Metas

"A meta principal é ajudar a equipe, seja com gol ou assistência. Tenho que somar, ajudar a equipe, ser um jogador importante e marcado na história. Quero ajudar a equipe e o grupo que durante 2021 teve boa campanha".

Clássico-Rei

"Sem dúvida será uma grande partida, clássicos são muito importantes para a torcida. Temos que ir partida a partida, temos jogos antes do Ceará e será muito importante iniciar bem. Depois, quando chegar nesse momento, desfrutar como é no Clássico".

Número 9

"O número 9 foi uma coincidência porque saiu o Wellington (Paulista), então surgiu essa possibilidade. Mas com o número que seja, temos que ajudar com gols e atuações".

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte