Julgamento de Robinho acontece nesta quarta-feira (19); jogador pode ser preso no Brasil

O atleta e o amigo Ricardo Falco foram condenados a nove anos de prisão em instâncias inferiores

Foto: Divulgação/Santos

O jogador Robinho será julgado em terceira e última instância na justiça italiana, pela Corte de Cassação de Roma, nesta quarta-feira (19). O atleta e o amigo Ricardo Falco foram condenados a nove anos de prisão em instâncias inferiores por estupro coletivo contra uma mulher albanesa. O crime aconteceu no dia 22 de janeiro de 2013, na boate Sio Café, em Milão.

Além de Robinho e Ricardo, outros quatro brasileiros foram denunciados por participação no ato. O primeiro julgamento foi realizado em novembro de 2017.

Segundo o portal Uol, caso a condenação seja mantida pela terceira instância, a Constituição Federal não permite a extradição de brasileiros natos e a tendência é de que a justiça italiana solicite que Robinho cumpra a pena de prisão em território brasileiro.

Entenda o caso

Segundo o Ministério Público, o grupo teria embriagado a jovem e a violentado sexualmente diversas vezes. A defesa do jogador, na época, afirmou que não existem provas de que a relação foi sem consentimento.

A acusação foi baseada no depoimento da vítima e em conversas telefônicas interceptadas do grupo de amigos, com comentários pejorativos sobre o ocorrido.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte