Após pressão da torcida e de patrocinadores, Santos e Robinho decidem suspender contrato

Chegada ao jogador à Vila Belmiro vinha sendo cercada de polêmicas pela condenação do atacante na Justiça italiana por estupro

Esta é uma imagem com o jogador Robinho
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Depois de muita pressão, Santos e Robinho anunciaram nesta sexta-feira (16) a suspensão do contrato. A alegação de ambas as partes declara que a decisão aconteceu para que o atleta se concentre na defesa do processo por estupro que corre na Itália. O atacante retornou ao clube paulista na semana passada, e desde então, vários patrocinadores e torcedores se manifestaram contra o reforço.

Ainda nesta sexta, foram divulgadas as gravações que embasaram a condenação de Robinho por estupro em primeira instância na Justiça da Itália. A contratação, que já era bastante rejeitada por setores ligados ao Santos, ganhou ainda mais pressão para que fosse desfeita. Os patrocinadores ameaçaram deixar o clube caso o vínculo com o atacante não chegasse ao fim.

Robinho retornou ao Santos com contrato válido inicialmente por cinco meses e já estava registrado no BID da CBF. Apesar disso, pesou contra o atacante a condenação na justiça italiana em 2017 a nove anos de prisão por violência sexual. O jogador nega as acusações, e a defesa já recorreu da sentença.

Confira a nota divulgada pelo Santos:

"O Santos Futebol Clube e o atleta Robinho informam que, em comum acordo, resolveram suspender a validade do contrato firmado no último dia 10 de outubro para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália."

Através de vídeo nas redes sociais, Robinho também se manifestou sobre a suspensão do contrato.

"Com muita tristeza no coração, venho falar para vocês que tomei a decisão junto do presidente de suspender meu contrato neste momento conturbado da minha vida. Meu objetivo sempre foi ajudar o Santos Futebol Clube. Se de alguma forma estou atrapalhando, é melhor que eu saia e foque nas minhas coisas pessoais. Para os torcedores do Peixão e aqueles que gostam de mim, vou provar minha inocência."​

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados