Fortaleza prepara festa para receber torcedores que foram ao Chile e não poderão ir ao estádio

Como a partida com o Colo-Colo será sem público, a diretoria tricolor reservou um local em Santiago para os torcedores

Torcida do Fortaleza reunida em Santiago, do Chile
Legenda: A torcida do Fortaleza encontrou o técnico Vojvoda em Santiago, no Chile
Foto: arquivo pessoal / Priscila Moreira

A diretoria do Fortaleza irá auxiliar os torcedores que viajaram ao Chile para acompanhar a partida contra o Colo-Colo, nesta quarta-feira (25), às 19h, no estádio Monumental de Santiago, pela 6ª rodada da Libertadores. O confronto define a vaga do classificado às oitavas de final da competição.

Com a decisão da Conmebol de realizar a partida sem público, o clube cearense irá reservar um espaço para abrigar até 150 torcedores. O objetivo é permitir que a torcida assista ao duelo reunida em um local na cidade de Santiago.

Os detalhamentos do espaço ainda não foram divulgados. A gestão analisava alternativas para o confronto com portões fechados desde os primeiros recursos impostos pelo Colo-Colo. Como a medida não foi revertida, apenas 70 pessoas - entre membros dos clubes e outros profissionais - estarão no estádio.

O Colo-Colo também foi punido com multa de 90.500 dólares (cerca de R$ 436 mil). No Grupo F do torneio, as equipes estão empatadas com sete, mas o Leão tem saldo de gols melhor: 0 x -3. O líder é o River Plate, com 13 e uma vaga certa no mata-mata. O Alianza Lima-PER é o lanterna, com um. 

Motivo da punição

O Colo-Colo foi punido pela Conmebol após ser denunciado pelo River Plate. Na ocasião, a delegação argentina alegou que foi alvo de morteiros dos torcedores chilenos durante duelo no Chile. Após investigação, o time foi então advertido com multa e a impossibilidade de público em um jogo.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte