Ceará gasta quase R$ 1 milhão com jogo em La Paz; viagem tem médico extra e cilindros de oxigênio

A delegação alvinegra embarca para a Bolívia nesta segunda-feira (3), às 14h, em voo fretado

Delegação do Ceará em aeroporto
Legenda: A delegação do Ceará embarca para a Bolívia nesta segunda-feira (3)
Foto: Fausto Filho / Ceará

A delegação do Ceará embarca na tarde desta segunda-feira (3) para a Bolívia, onde enfrenta o Bolívar pela Copa Sul-Americana. A viagem será em voo fretado, através da companhia Latam, com saída do Aeroporto de Salvador, na Bahia, às 14h e chegada em Santa Cruz de La Sierra às 18h05.

A logística vai custar 175 mil dólares (cerca de R$ 945 mil) aos cofres alvinegros. O investimento tem como foco amenizar o desgaste físico do elenco na viagem e facilitar preparação para o jogo, marcado para quarta (5), às 19h15, em La Paz.

Confira logística do Ceará na Bolívia:

  • Sexta-feira (30/04) - Viagem para Salvador [12h30-14h15]
  • Sábado (01/05) - Bahia x Ceará, às 16h, no Estádio de Pituaçu
  • Domingo (02/05) - Treino no CT do Vitória, às 09h
  • Segunda-feira (03/05) - Treino no CT do Vitória, às 08h30, e viagem para Santa Cruz de La Sierra 14h-18h05]
  • Terça-feira (04/05) - Treino apronto no Estádio Tahuichi, às 16h30
  • Quarta-feira (05/05) - Viagem para La Paz [11h-12h] e Bolívar x Ceará, às 19h15, no Estádio Hernando Siles
  • Quinta-feira (06/05) - Viagem para Fortaleza [2h30-7h20]

O valor envolve hospedagem, custo do avião e cilindros de oxigênio, além dos demais equipamentos. Diferente da Argentina, o time irá se deslocar no território boliviano na data da partida para reduzir o impacto da altitude de 3.600 metros no elenco.

“A estratégia é não ir direto para La Paz, só no dia do jogo. Isso porque tem estudos que mostram que o corpo não se adapta à altitude em pouco tempo, então sente menos o efeito se chegar antes do jogo. A Conmebol exige que seja pelo menos 12h antes. Há também um cuidado de hidratação e suplementação porque a umidade é outra”
Jorge Macedo
Executivo de futebol do Ceará

Para maior assistência ao elenco, o clube também ampliou o staff. Foram incluídos um médico a mais e dois fisioterapeutas. O grupo é composto por atletas, dirigentes e comissão técnica.

Time alternativo

Fernando Sobral olha para a bola em treino do Ceará
Legenda: O Ceará vai utilizar time alternativo em La Paz, na Bolívia
Foto: Fausto Filho / Ceará

No contexto histórico, as chances brasileiras de vitória na altitude são remotas. Em paralelo, o Ceará tem vantagem na final da Copa do Nordeste contra o Bahia e busca o tricampeonato regional invicto, no sábado (8), às 16h, na Arena Castelão. Por isso, uma parte dos titulares será poupada.

“Tenho a certeza que o torcedor está curioso e vai nos apoiar. Os resultados de derrotas das equipes brasileiras são de quase 90% na Bolívia. No retorno, queremos ter uma equipe extremamente competitiva para jogar diante do Bahia e conquistar esse título”, comentou o técnico Guto Ferreira.

Assim, o time não deve contar com Gabriel Dias, Richard, Messias, Luiz Otávio, Lima, Vina, Felipe Vizeu, Pedro Naressi, Saulo e Mendoza. O grupo deixou a delegação e retornou para a capital cearense a fim de acelerar a recuperação. Nas contas para classificação, a equipe pode recuperar a pontuação em casa.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte