Com empate entre bolivianos, Ceará tem mais tranquilidade para semana com altitude e decisão

Alvinegro pode utilizar perfil diferente e rodar elenco em partida na altitude, sem prejudicar chances de classificação

Jogadores do Ceará dividem bola com jogador do Arsenal
Legenda: Alvinegro precisa rodar mais elenco para aumentar as chances de êxito nas duas competições
Foto: AFP

Além das virtudes futebolísticas do campo de jogo, o Ceará precisa de uma dose extra de estratégia de todos os setores do clube para obter sucesso nos duros e sucessivos desafios que tem no curto prazo: final Copa do Nordeste e Sul-Americana (com direito a jogo em La Paz).

O Alvinegro não tem prioridades até o momento. A luta pelo tricampeonato do Nordestão, mesmo sendo uma possibilidade mais palpável, tendo em vista a equidade de forças e a vantagem histórica contra o Bahia, poderia ter alguma preferência, mas não tem. Ainda mais que, até agora, os adversários da Sul-Americana não têm demonstrado força, o que encoraja o clube de Porangabuçu a sonhar com voos inéditos.

Portanto, a estratégia que se inicia a partir deste sábado (1), com o primeiro jogo da final Nordestão, passa (ou deveria passar) pelo resultado de ontem da Sul-Americana entre Bolívar e Jorge Wilstermann. Como o Bolívar tropeçou em jogo em que era favorito, o Alvinegro sabe que a partida de La Paz passa a ser um coringa, tendo em vista que, mesmo com todas as forças, reforços, talentos em campo, é difícil vencer.

Perfil diferente em La Paz?

Saulo Mineiro chegou ao Ceará em 2019
Legenda: Saulo Mineiro pode ser boa opção para jogo em La Paz
Foto: Pedro Chaves / Ceará

Se utilizando de força máxima contra o Bahia, neste sábado, Guto Ferreira pode-se valer de uma estratégia diferente contra o Bolívar: com um perfil mais defensivo em campo e utilizando peças descansadas do banco de reservas que têm velocidade. É assim que historicamente as equipes argentinas enfrentam os bolivianos em La Paz durante as fases de grupo de torneios continentais. Apostam tudo em jogo reativo e de força física, poupando alguns perfis de jogadores do desgaste que pode valer o restante da temporada.

Uma derrota em La Paz coloca o Bolívar na liderança do grupo, mas a vantagem pode ser revertida no Castelão, onde o Ceará é amplamente favorito contra o mesmo adversário e o Arsenal. A decisão pela vaga final ficaria para o jogo contra o Jorge Wilstermann, em altitude bem mais amena que em La Paz e sem maratona de jogos. A equipe aviadora também demonstrou fragilidade e pode ser superada pelo Vovô fora de casa.

Não se sabe se Guto Ferreira seguirá esta estratégia, mas ela parece a que mais pode unir os dois resultados: título do Nordestão e classificação na Sula.