Free Fire suspende mais de 1,3 milhão de contas 'trapaceiras' do jogo no mundo

Hackers usavam combinação de aplicativos de terceiros não autorizados, scripts ou macros

Usuário usam hack para efetuar disparos localizados na cabeça, dando uma maior pontuação no game
Legenda: Usuário usam hack para efetuar disparos localizados na cabeça, dando uma maior pontuação no game
Foto: Reprodução/YouTube

Jogar Free Fire é um desafio não só pela jogabilidade dos oponentes, mas também pela presença de hackers. Usuários em emuladores usam programas com 'trapaças' para melhorar mira ou mesmo voar no game. Para acabar com perfis maliciosos, de 24 de janeiro a 6 de fevereiro de 2021, a equipe anti-trapaças do jogo suspendeu mais de 1,3 milhão de contas.

Os usuários foram diagnosticados usados scripts e aplicativos de terceiros para ter vantagem no jogo. "Esse tipo de atitude desonesta não tem espaço no nosso querido Free Fire. As contas trapaceiras estão suspensas permanentemente. Ou seja, não há como reaver o acesso à conta uma vez que tenha sido suspensa por trapaça", declarou a Garena, empresa responsável pelo jogo..

A produtora do game alerta ainda que usuários que continuarem usando a combinação de aplicativos de terceiros não autorizados, scripts ou macros, terão a suspensão das contas. "Continuem denunciando os trapaceiros ao final da partida e vamos juntos construir um Free Fire melhor e mais justo para todos", orienta a desenvolvedora.