Câmara quer flexibilizar Lei de Improbidade

O projeto é apoiado por um jurista processado por improbidade referente a quando foi secretário estadual de Educação. Segundo o MPE-SP, José Renato Nalini é corresponsável por desviar recursos da educação para pagar aposentadorias de servidores estaduais