Como aumentar as vendas do seu negócio com o PIX; confira dicas

Novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central deverá dar mais suporte ao fluxo de caixa dos negócios, mas dependerá da adesão dos clientes

Com uma nova plataforma de pagamentos instantâneos no mercado (PIX), o Banco Central espera facilitar a vida das pessoas e das empresas em todo o País. Mas como tantas informações novas no mercado, o analista do Sebrae/CE, Silvio Moreira, defende que será preciso definir estratégias para impulsionar as vendas e aproveitar todos os benefícios do projeto. 

Veja algumas das principais recomendações para impulsionar as vendas do seu negócio utilizando o PIX:

Incentivar o uso pelos clientes

Para as pequenas empresas, Silvio explica que os ganhos com o PIX devem ser imediatos já que a plataforma deve dar mais suporte ao fluxo de caixa. Como as transferências serão instantâneas, não será necessário aguardar horários bancários para receber transações e pagamentos, então quanto mais clientes usarem o PIX, mais dinâmico ser o funcionamento dos negócios.

Dicas:

  • Criar campanhas para incentivar o uso do PIX 
  • Dar descontos para quem decidir pagar com a nova plataforma
  • Criar identificações visuais na loja/quiosque para informar a possibilidade do uso do PIX

"Para quem fizer as transferências é gratuito, e para quem recebe, se paga R$ 0,01 a cada dez transferências, então é um valor bem interessante para que o empreendedor possa estimular o pagamento via PIX pelos seus clientes. Mas precisa haver um estímulo para que as pessoas usem a plataforma e não o boleto ou a transferência, e aí vai caber a cada negócio a proatividade para estimular o uso, dando algumas vantagens", disse Silvio.

Indentificar o padrão de consumo 

Já para as grandes empresas, a dica é investir em plataformas de gestão integradas aos sistemas de compras. O objetivo é buscar o máximo de dados possível para capturar o padrão de consumo do cliente e, assim, poder oferecer descontos em determinadas lojas ou reorganizar a oferta de produtos. 

Como o PIX deverá gerar um quantidade considerável de dados, estar pronto para saber explorá-los pode ser um diferencial. 

Dica:

  • Investir em plataformas de gestão integrada

Garantir a segurança

Apesar dos benefícios, Silvio alertou para as questões de segurança relacionadas a uma nova plataforma. Como há muitas dúvidas, e muitas empresas ainda estão buscando informações sobre o PIX, é importante verificar que se está usando a plataforma oficial do Banco Central para fazer cadastros e para incentivar clientes a se cadastrarem. 

Dicas:

  • Não fornecer informações pessoais ou empresariais em sites desconhecidos
  • Buscar sempre as fontes e páginas oficiais do Banco Central (principalmente para fazer cadastros)

"Nesse momento, que antecede o uso do PIX, tanto as empresas quanto às pessoas físicas, é preciso que se tenha atenção a usar o site oficial para cadastrar as chaves e não cair em nenhuma fraude. Como tudo que é novo, começam a aparecer esses golpes, então é importante garantir que as pessoas estejam usando a plataforma oficial do Banco Central e não sites desconhecidos para fornecer informações pessoais"

Informações 

Para auxiliar empresas e pessoas interessadas a conhecer mais sobre o PIX, o Sebrae firmou um convênio com o Banco Central para realizar eventos de orientação sobre a nova plataforma.

O Sebrae também deverá realizar transmissões ao vivo para tirar dúvidas sobre o PIX e ajudar pequenos empreendedores a entender o projeto. A recomendação dada por Silvio, nesse caso, é acompanhar as redes sociais do Sebrae para reunir o máximo de informações possível. 

Acompanhe: 

O que é Pix?

Pix é o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central. A plataforma foi para que os recursos sejam transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia. O Pix pode ser realizado a partir de uma conta corrente, conta poupança ou conta de pagamento pré-paga.

Quero receber conteúdos exclusivos do Vem Empreender