Anestesista e acompanhante 'batem boca' sobre alta de paciente em hospital do Distrito Federal

Testemunhas que registraram o conflito médico disseram que o anestesista ainda teria ameaçado a equipe de enfermagem

Conflito entre anestesista e acompanhante de paciente foi registrado por outros profissionais
Legenda: Conflito entre anestesista e acompanhante de paciente foi registrado por outros profissionais
Foto: Reprodução

Um médico anestesista e o acompanhante de uma paciente na sala de recuperação do centro cirúrgico do Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) tiveram um "bate boca" em atendimento médico, na sexta-feira (22). As informações são do Metrópoles.

Conforme relatos de pessoas que estavam no local no momento da confusão, o médico foi acionado pela equipe de enfermagem da sala de recuperação para dar alta à paciente e teria se recusado a ir até lá.

Após alguns minutos, quando o profissional resolveu assinar a alta médica, ele teria passado a gritar com a equipe de enfermagem e tratado mal o acompanhante da pessoa hospitalizada, de acordo com uma testemunha que preferiu não se identificar. Logo em seguida, ainda segundo ela, os dois começaram a bater boca, e o paciente entre eles deitado na maca.

"Você é um babaca”, disse acompanhante para médico

Testemunhas ouviram o acompanhante dizendo: “Você está passando vergonha no hospital. Trate a minha mãe bem. Minha mãe não é cachorro, não. Você é um babaca”.

O médico respondeu: “Você que está passando vergonha. Eu estou tratando ela bem. Você está me desrespeitando. Me agrediu e me xingou. Chama a polícia, que ele me xingou. É desacato isso. Você me desacatou. Está preso”.

Testemunhas que registraram o conflito disseram que o anestesista ainda teria ameaçado a equipe de enfermagem, afirmando “que a situação não ficaria assim”, e que os profissionais deviam obediência a ele. Relataram também que não seria a primeira vez que o médico se desentendia com a equipe e os pacientes.

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) informou, por meio denota, que “está apurando a ocorrência e veracidade da situação apresentada e se pronunciará oportunamente”.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados