Vítima de Covid-19, morre britânico antivacina que apareceu em foto com respirador

Foto foi publicada para alertar sobre a importância da vacinação

Paciente autorizou uso de foto em rede social para alertar sobre a importância da vacinação
Legenda: Paciente autorizou uso de foto em rede social para alertar sobre a importância da vacinação
Foto: Reprodução/Twitter

O britânico Matthew Keenan, da cidade de Bradford, na Inglaterra, conhecido por não acreditar na eficácia das vacinas contra a Covid-19, morreu pela doença em um hospital do Reino Unido. O treinador de futebol faleceu duas semanas depois de a médica que o acompanhava publicar uma foto dele sentado em um leito da unidade hospitalar.

A pneumologista Leanne Cheyne postou a imagem do homem de 34 anos — com autorização dele — em uso da máscara de oxigênio com objetivo de alertar os seguidores da importância da imunização. A médica disse que ele pedia para "voltar no tempo".

"Cético confesso da vacina até pegar Covid, ele queria poder voltar no tempo. Nossos pacientes mais graves não tomaram a vacina e têm menos de 40 anos. Matthew está lutando pela vida... Salvem as suas", publicou a pneumologista no Twitter, no dia 11 de julho, com a imagem do paciente.

Tratamento no hospital

Em entrevista à BBC, Leanne Cheyne explicou que Keenan chegou a usar uma máquina de oxigênio para manter a respiração.

A médica do Bradford Teaching Hospitals Foundation Trust, explicou que o treinador de futebol estava em ventilação não invasiva e chegou a receber tratamento em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

"Eu acompanhei seu progresso na UTI, esperando a cada dia que ele virasse uma esquina, querendo gritar e berrar para as pessoas que disse que estávamos mentindo"
Leanne Cheyne
Médica pneumologista

Na cidade de Bradford, 72% dos adultos tomaram a primeira dose da vacina e 57% foram imunizados com a segunda até o último domingo (25).

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo