Passageira com microfone é contida após tentar discursar sobre origem da Covid

Segundo a mulher, a "verdadeira origem" da pandemia seria porque "os humanos perderam um pouco da fé"

Passageira tenta palestrar sobre covid em voo nos Estados Unidos e é contida por tripulação
Legenda: O episódio foi transmitido ao vivo nas redes sociais através de um usuário que também estava na aeronave
Foto: reprodução

Uma passageira foi contida por comissários de bordo, no domingo (17), após tentar dar uma palestra sobre a "verdadeira origem" da pandemia da Covid-19, durante um voo nos Estados Unidos. Usando um microfone do tipo headset, que levou na bagagem de mão, a mulher, não identificada, se levantou e começou a discursar no corredor da aeronave. 

O episódio foi transmitido ao vivo no TikTok através de um usuário, chamado Jawny, que também estava no avião. Conforme o portal G1, ele comprou um pacote de wi-fi apenas para transmitir o acontecimento. 

“Este é o meu microfone e você não pode pegar. Tentei pegar o seu emprestado, você não quer me deixar usar”, diz a passageira a uma comissária que tenta fazer com que ela pare de falar. “Trouxe meu microfone, vou usá-lo”, acrescenta.

A mulher dá alguns passos, na tentativa de se livrar dos integrantes da tripulação que tentam contê-la, e se dirige aos demais passageiros. “A pandemia começou porque os humanos perderam um pouco da fé”, declara. 

Ela então é avisada por um dos funcionários que, caso não colabore, poderá ser algemada por tumultuar o voo. “Não preciso ser algemada”, responde à mulher. “Sou completamente inofensiva”, completa.

“A razão pela qual a pandemia começou é que ninguém aqui tem mais fé, porque vocês estão presos a seus dispositivos estúpidos e nem sabem mais o que é a realidade”, teoriza.  

Em seguida ela é contida e levada para a parte traseira do avião, mas ainda consegue dizer uma última frase no microfone. “Meu cachorro tem mais bom senso do que qualquer um de vocês”, critica antes de a filmagem ser encerrada. 

A companhia aérea Delta Airlines confirmou, ao site Insider, que o caso aconteceu em um dos seus voos, que estava a caminho de Nova York, mas não informou a origem.

“A segurança de nossos clientes e funcionários é sempre nossa prioridade. Estamos cientes do vídeo e apreciamos o raciocínio rápido de nossa tripulação, que aplicou seu extenso treinamento para reduzir a situação com segurança. O voo prosseguiu para o (aeroporto) JFK e pousou no horário, sem incidentes”, disse em texto.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo