Argentina irá reabrir fronteiras para brasileiros a partir do dia 1º de outubro; veja detalhes

A regras, no entanto, funcionarão de formas diferentes para entrada por vias aéreas e terrestres

Legenda: Além de citar as fronteiras, o comunicado falou sobre o uso de máscaras ao ar livre
Foto: pixabay

A Argentina deve reabrir as fronteiras terrestres com países vizinhos a partir do dia 1º de outubro, segundo anúncio da ministra da Saúde do país, Carla Vizzotti, e do chefe de gabinete da presidência, Juan Manzur.

Entre outras medidas sanitárias que devem ser retiradas, o comunicado também revelou que viajantes de países vizinhos, entrando por terra, não terão que fazer quarentena. Enquanto isso, os voos de qualquer país deverão ter autorização dos governadores de cada província.

A entrada de estrangeiros na Argentina só será possível mediante apresentação de comprovante de vacinação com as duas doses ou dose única, desde que tenham sido aplicadas há pelo menos duas semanas antes da chegada.

Além disso, a nova regra prevê a obrigatoriedade de apresentação de teste PCR negativo para Covid-19, feito até 72h antes da viagem.

Aos que entrarem no país, será necessário realizar um novo exame semelhante para análise de cinco a sete dias após a chegada em solo argentino.

O governo também revelou que, assim que a porcentagem de vacinados entre a população atingir 50%, não será preciso apresentar testes para entrada. 

Novas regras

A notícia relacionada às fronteiras não foi a única determinada pelos representantes. O país também irá eliminar a obrigatoriedade de uso de máscaras ao ar livre, com exceção de áreas com aglomeração de pessoas.

As atividades econômicas também serão completamente retomadas, incluindo casas de festas, boates e eventos com mais de mil pessoas, com até 50% da capacidade, e exigência de vacinação completa.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo