Nova CNH começa a ser emitida nesta quarta-feira (1º); quem já tem, precisa mudar? Entenda

A mudança foi anunciada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em dezembro do ano passado, regulamentada na resolução 886/2021

Print do modelo novo e antigo da CNH
Legenda: O novo modelo inclui campo para o nome social, além da possibilidade de usar a filiação afetiva, através da inserção dos nomes de dois pais e duas mães.
Foto: Reprodução

novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) começa a ser emitido nesta quarta-feira (1º/06) em todo o País. A versão estará disponível automaticamente para a primeira emissão ou renovação do documento, além da segunda via.

Portanto, não é necessária a substituição imediata de condutores que estão com a habilitação atual regularizada. 

A decisão de mudar o documento foi anunciada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em dezembro do ano passado, através da resolução 886/2021.

Quando e como mudar para a nova CNH?

A transição do documento ocorrerá gradativamente, quando os condutores renovarem a CNH, solicitarem a segunda via ou para quem tirar a primeira habilitação.

Será possível escolher se o documento será emitido na versão impresso, digital ou ambo. No caso da carteira digital, o procedimento deve ser feito aplicativo "Carteira Digital de Trânsito". 

O que muda na nova CNH?

  • O novo modelo inclui um campo para o nome social, além da possibilidade de usar a filiação afetiva, através da inserção dos nomes de dois pais e duas mães.  
  • Diferente do modelo atual, predominantemente na cor verde, a nova versão combina as cores verde e amarelo;
  • Outra novidade é o local da assinatura do condutor, que antes era após a dobra, e passará a ser abaixo da foto; 
  • Na primeira parte do documento, haverá a indicação se o motorista tem permissão para apenas dirigir, através da sinalização com a letra "P", ou se já possui a CNH definitiva, indicada pela letra "D";
  • Na seção inferior do documento, ficará a maioria das novidades: quadro com silhuetas de veículos, acompanhado do código de cada categoria, local em que será indicado para quais categorias o motorista está habilitado;
  • Logo abaixo da tabela, estará o quadro de observações, local destinado para informar eventuais restrições médicas do condutor ou se ele exerce atividade remunerada. 

O que não mudará? 

O campo para Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC) continua na nova versão. Outra característica que continua é o QR Code no verso do documento, permitindo acesso as todas as informações do motorista através do aplicativo. 

Desde 2021, começou a vigorar as novas validades para a CNH: 10 anos para motoristas com idade inferior a 50 anos; cinco anos para pessoas acima dos 50 a 69 anos; e três para os com 70 anos ou mais.  

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste


Assuntos Relacionados