Tenente da Polícia Militar investigado por matar cadela grávida é afastado das funções

A CGD divulgou que instaurou sindicância administrativa para apurar a conduta do oficial da PMCE

cgd fachada
Legenda: Para a Controladoria, existem requisitos para a abertura de sindicância administrativa restando evidenciados elementos aptos a viabilizar o afastamento preventivo
Foto: Fabiane de Paula

Um oficial da Polícia Militar do Ceará (PMCE) investigado por disparar e matar uma cadela grávida, em Fortaleza, foi afastado das funções. Na quarta-feira (20), a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública (CGD) divulgou que resolveu instaurar sindicância administrativa para apurar a conduta atribuída ao tenente.

A informação é que os disparos aconteceram porque a cadela estava latindo. O fato foi registrado no Residencial Cidade Jardim II, bairro José Walter, na noite do dia 28 de julho de 2021. Foi instaurado inquérito contra o oficial após denúncias por meio do Portal da Transparência.

De acordo com a CGD, a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente apura o fato

Para a Controladoria, existem requisitos para a abertura de sindicância administrativa restando evidenciados elementos aptos a viabilizar o afastamento preventivo do investigado das suas funções.

"Os fatos imputados ao servidor, em tese, revestem-se de acentuado grau de reprovabilidade, sendo necessário à garantia da ordem pública e à correta aplicação da sanção disciplinar, considerando que os fatos opera em apuração ferem os valores fundamentais, determinantes da moral militar estadual".

POPULAÇÃO REVOLTADA

Populares que estavam no residencial e presenciaram o crime se revoltaram com a situação. Naquela noite, moradores do bairro chegaram a atear fogo em lixos nas ruas como forma de protesto. Eles dizem que o militar não prestou nenhum tipo de socorro ao animal, mesmo após feri-lo.

À época, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) divulgou que a Polícia Civil apurava as circunstâncias e que uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para conter as chamas no princípio de incêndio. Ninguém foi preso.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados