Suspeito de matar irmãos de rival em Caucaia é preso com arma e drogas pela Polícia Militar

Duplo homicídio ocorreu em dezembro do ano passado. Irmãos foram mortos no caminho para o trabalho

Com o trio, foi apreendido um revólver calibre 38 e pequenas quantidades de maconha, cocaína e crack
Legenda: Com o trio, foi apreendido um revólver calibre 38 e pequenas quantidades de maconha, cocaína e crack
Foto: Reprodução

Um suspeito de integrar uma facção criminosa carioca e de matar dois irmãos de um rival, em Caucaia, foi preso pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) no mesmo Município da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), na manhã desta quarta-feira (18), oito meses após o duplo homicídio.

Pedro Henrique Rodrigues dos Santos, o 'PH', de 19 anos, foi detido junto de dois comparsas, na localidade de Sítios Novos, em uma operação do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), sob o comando do tenente-coronel Hideraldo Bellini, com apoio de outras tropas da PMCE. Com o trio, foi apreendido um revólver calibre 38 e pequenas quantidades de maconha, cocaína e crack.

Estamos com uma ocupação em todas as áreas da Caucaia, e o PH é parte de uma divisão de uma facção. Por ele ser um homicida, ele representa um perigo constante, porque tanto ele tava sendo caçado como estava caçando. Sem falar que ele é traficante. O traficante tanto está envolvido na disputa do território como abastece outros componentes com armas e drogas.
Tenente-coronel Hideraldo Bellini
Comandante do 12º BPM

'PH' foi levado à Delegacia Metropolitana de Caucaia, da Polícia Civil do Ceará (PCCE), para ser autuado pelos crimes de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Ele já respondia por organização criminosa e posse irregular de arma de fogo.

'PH' já respondia pelos crimes de organização criminosa e posse irregular de arma de fogo
Legenda: 'PH' já respondia pelos crimes de organização criminosa e posse irregular de arma de fogo
Foto: Reprodução

Irmãos foram mortos no caminho para o trabalho

Juciel Almeida de Sousa, 24, e Gabriel Almeida de Sousa, 25 foram assassinados a tiros, na Estrada de Santa Rosa, na manhã de 8 de dezembro do ano passado. Eles estavam em uma motocicleta, vestidos com a farda de uma empresa que trabalhava na obra da rodovia. Juciel tinha passagem pela Polícia por receptação.

As vítimas eram irmãs de Daniel de Almeida de Sousa, conhecido com 'Bola', preso em abril do ano passado. Ele integraria uma facção que estava em disputa com o grupo criminoso de 'PH' e que seria liderada por Alban Darlan Batista Guerra, que figurava entre os homens mais procurados do Ceará até morrer em um confronto com a Polícia no Rio de Janeiro.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança