Suspeito de assassinar a companheira é preso em Groaíras, Interior do Ceará

Conforme a investigação, Evangelina Pinto foi agredida a socos Ela chegou a ser hospitalizada, mas não resistiu aos ferimentos

Escrito por Redação, seguranca@svm.com.br

Segurança
suspeito preso feminicidio
Legenda: O homem de 26 anos foi preso e segue à disposição da Justiça
Foto: Divulgação/PCCE

A Polícia Civil do Ceará prendeu o suspeito pelo crime de feminicídio que vitimou a jovem Evangelina Pinto de Sousa. O homem, identificado até então apenas como Edevaldo, teria desferido diversos golpes contra a companheira durante discussão do casal no último dia 2 de janeiro, em Groaíras. Nessa sexta-feira (14), após investigação, Edevaldo foi detido.

O delegado-adjunto da Regional de Sobral, Geórgio Macedo, explica que o caso chegou ao conhecimento dos investigadores ainda no dia 2. Já no dia seguinte, Edevaldo se apresentou à Polícia na presença de um advogado e deu a sua versão sobre os fatos. Conforme o suspeito, ele teria brigado com a companheira e, na tentativa de se defender, desferiu um soco. 

Por ter se apresentado espontaneamente, não foi possível a prisão em flagrante naquele momento. Até então, Evangelina permanecia hospitalizada em uma unidade de saúde, onde recebia atendimento. A investigação continuou, familiares da vítima foram ouvidos e policiais seguiram ao local do crime.

"Foi verificado bastante sangue no chão, nas paredes, fios de cabelo no chão. Isolamos o local e acionamos a perícia. Foi feita a perícia de local de crime e em seguida nós notificamos outras testemunhas. Pela cena do local do crime e a versão apresentada pelo suspeito percebemos contradição grande", disse o delegado.

Prisão

Geórgio explica que com base nos indícios de autoria e materialidade e para resguardar a ordem pública a Polícia representou pela prisão preventiva do suspeito e pediu a busca e apreensão do celular da vítima. 

feminicidio
Legenda: Evangelina Pinto de Sousa foi hospitalizada, mas não resistiu aos ferimentos
Foto: Arquivo Pessoal

"Fomos até a residência dos pais do suspeito e recolhemos uma bermuda dele que foi encaminhada para análise pericial. Ele já não estava na casa dos pais. Continuamos as buscas e agora o suspeito manifestou interesse em se entregar à Polícia. Demos cumprimento ao mandado de prisão"
Geórgio Macedo
Delegado

Feminicídio

Evangelina não resistiu aos ferimentos e morreu já na unidade hospitalar. O policial explica que antes a capitulação penal se tratava de tentativa de feminicídio, e agora passa a feminicídio. Conforme a Polícia, o suspeito deve ser encaminhado à Penitenciária de Sobral, onde ficará à disposição da Justiça.