Homofobia: suspeito é preso por matar irmão homossexual em Iguatu

Suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe

Escrito por Redação,

Segurança
Idamar Lima Pereira
Legenda: Idamar Lima Pereira, de 36 anos, foi morto a facadas pelo próprio irmão
Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Ceará (PC-CE) prendeu na madrugada desta quarta-feira (12) o homem suspeito de matar o próprio irmão, na cidade de Iguatu, no interior do Ceará. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio qualificado.

Idamar Lima Pereira, de 36 anos, foi esfaqueado na terça-feira (11), no bairro Jardim Oásis, e não resistiu aos ferimentos. O motivo do crime seria o fato de a vítima ser homossexual

Após diligências da Delegacia Regional de Iguatu, José Elidomar Pereira Lima, 46, foi localizado e preso. Na delegacia, ele foi autuado por homicídio qualificado pelo motivo torpe, em razão dos indícios de conduta homofóbica

A Polícia Civil segue investigando se há outras motivações relacionadas ao crime.

Defesa nega homofobia

A defesa de José Eliomar, representado pelo advogado Roberto Duarte, disse que o crime não teve como motivação a orientação sexual do irmão, e sim um desentendimento entre eles, pelo fato de Idamar ter destelhado sua casa para provocá-lo.

"Ao flagrantear o irmão causando danos na casa uma discussão se iniciou, Idamar de posse de um cabo de vassoura partiu para o investigado, que após ser segurado nos braços pelo irmão, revidou com golpes de faca do tipo de serra utilizada no cotidiano da cozinha", disse o advogado. 

Segundo ele, após acertar o irmão, que saiu correndo, José Eliomar fugiu, mas depois compareceu a delegacia para prestar esclarecimentos, tendo tomado conhecimento da morte do irmão no caminho. 

"José Elidomar hoje preso por força de prisão temporária, compromete-se em colaborar com a Polícia e com o Poder Judiciário, certo de que errou, mas esclarece que a motivação nada tem relação com a orientação sexual de seu irmão", diz a defesa.