PM morto a tiros em tentativa de assalto é enterrado na Grande Fortaleza

Um suspeito de envolvimento no assassinato se apresentou às autoridades, informou a Polícia Militar do Ceará (PMCE)

PM é enterrado
Legenda: Vários policiais participaram a cerimônia fúnebre em homenagem ao policial militar Frank Dellano de Almeida Nunes, de 25 anos, assassinado a tiros
Foto: Paulo Sadat

Foi enterrado no início da tarde desta segunda-feira (21) o policial militar Frank Dellano de Almeida Nunes, de 25 anos, assassinado a tiros, no domingo (20), ao reagir a uma tentativa de assalto em Cascavel, município cearense. Um suspeito de envolvimento no crime se apresentou à Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE).

O sepultamento da vítima ocorreu em um cemitério localizado no município de Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), após o corpo sair em um cortejo fúnebre que partiu da capital cearense, onde o PM morava. Com honrarias militares, dezenas de policiais participaram da cerimônia. Estiveram também, no enterro, a família e amigos do PM. 

Houve, na cerimônia, uma salva de tiros em homenagem ao policial. De acordo com a Polícia Militar do Ceará (PMCE), as honras militares contaram, também, com coroa de flores, toque de corneta e guarda fúnebre no sepultamento do corpo do PM.

Suspeito ouvido pela Polícia 

A PM informou, na tarde de hoje (21), que um suspeito de envolvimento na morte do policial se apresentou ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde foi prestar depoimento. A Polícia Civil continua investigando o caso. 

De acordo com a Polícia Militar, Frank Dellano foi morto, na manhã de ontem (21), ao trafegar por uma via de Cascavel. A vítima estava com outros dois amigos, civis, quando teve o trajeto interrompido por uma barreira de pneus e pregos na estrada. 

Logo após a parada, segundo a Polícia, suspeitos armados anunciaram o assalto. O PM, então, reagiu. Houve uma troca de tiros, e Frank acabou sendo baleado pelos assaltantes.

A vítima chegou a ser encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas já chegou morto no hospital. Frank atuava na 1ª Companhia do 16º Batalhão Policial Militar (1ªCia/16ºBPM) no bairro Messejana, em Fortaleza.

A PM realiza buscas para capturar os demais suspeitos de praticarem o crime. Diversas unidades da Polícia estão comprometidas com as diligências que contam com o apoio de uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

A Polícia Militar chegou a emitir uma nota na qual se solidariza com a família do policial e afirma que colocou o aparato da instituição à disposição.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança