Onze quilos de maconha são apreendidos após prisão de 'conselheiro de guerra' na Grande Fortaleza

Francisco Weskley Bento de Lima, vulgo “Leleco”, foi preso no último dia 20 de agosto em uma residência de luxo no Porto das Dunas, em Aquiraz. Apreensão foi um desdobramento da investigação que terminou com a prisão do traficante

Legenda: Depois de realizarem uma investigação na residência, os policiais civis acharam uma arma e pequena quantidade de droga
Foto: Polícia Civil

Um trabalho de investigação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) levou a Polícia Civil a apreender 11 quilos de maconha em Fortaleza. Segundo investigações da Draco, a apreensão foi um desdobramento da investigação conduzida pela especializada que resultou na prisão de Francisco Weskley Bento de Lima (30), vulgo “Leleco”, no último dia 20 de agosto em uma residência de luxo no Porto das Dunas, em Aquiraz, na Região Metropolitana.

Distribuição de drogas

As investigações da Draco descubriram que "Leleco" era o responsável pelo ordenamento de homicídios e também pela distribuição e venda de drogas na comunidade conhecida por “Oitão Preto”, no bairro Moura Brasil, em Fortaleza. Ainda de acordo com a polícia, "Leleco" tinha a função dentro da facção criminosa de ser uma espécie de "conselheiro de guerra".

"Ele é um membro ativo da facção. A área de atuação de fato dele é na comunidade do "Oitão Preto" do Moura Brasil. Tanto na parte do controle da área da facção quanto no mando e prática de homicídios e também para o comando e controle do tráfico de drogas na região", afirmou na época da prisão o delegado Klever Farias.

Mais detalhes serão repassados em entrevistas, às 11 horas, na sede do Complexo de Delegacias Especializadas (Code), no Bairro Aeroporto, na Capital.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança