Motociclista é assassinado quando ia buscar esposa no emprego, no bairro Pedras

A vítima passava pelo bairro diariamente, mas decidiu mudar o caminho, e acabou sendo morto a tiros

Pedras
Legenda: A esposa da vítima trabalha próximo ao local onde o homicídio aconteceu
Foto: Rafaela Duarte

Um homem identificado como Paulo Sérgio Martins de Oliveira, de 52 anos, foi assassinado a tiros na Avenida Traíra, no bairro Pedras, em Fortaleza. O crime aconteceu na noite da última segunda-feira (11). Conforme os policias, ele pilotava sozinho uma motocicleta no momento do homicídio

Segundo a polícia, Paulo Sérgio costumava pilotar pela região, pois a esposa dele trabalha próximo ao local onde ele foi morto. Porém, na noite desta segunda-feira, a vítima decidiu fazer outro caminho, com o objetivo de economizar tempo, mas acabou morto com disparos de arma de fogo.  

Mesmo lesionado, Paulo Sérgio ainda conseguiu pilotar durante mais alguns instantes, porém perdeu o controle da motocicleta, bateu em uma calçada e caiu ao chão. Com a queda, o capacete dele foi jogado a alguns metros do corpo. 

Além da esposa, o motociclista deixa uma filha de três anos. A polícia informou que ele trabalhou durante 20 anos em uma empresa de segurança particular, porém estava desempregado atualmente. 

Familiares e amigos do casal foram ao local após o homicídio. A esposa dele também compareceu, porém, passou mal com e precisou ser socorrida a uma unidade hospitalar para receber atendimento médico. 

Agentes militares do 16º Batalhão foram acionados para atender a ocorrência, por meio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). Grupos criminosos atuam pela região onde o assassinato ocorreu, e os policiais não descartam que integrantes de alguma facção criminosa sejam os autores do crime.  

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil de Fortaleza, investiga o caso. O Sistema Verdes Mares aguarda mais informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) sobre o assassinato. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança