Homem é preso e adolescentes são apreendidos suspeitos da morte de entregador em Fortaleza

Suspeitos foram conduzidos para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA)

Escrito por Redação,

Segurança
Morte
Legenda: Adolescentes e adulto foram detidos suspeitos pela morte de entregador em Fortaleza
Foto: Reprodução

Dois adolescentes e um adulto foram detidos pela Polícia Militar (PMCE) nesta segunda-feira (26), suspeitos de envolvimento na morte do entregador de aplicativo Pedro Rodrigues Vieira, de 25 anos, no Planalto Ayrton Senna, em Fortaleza. 

Os suspeitos foram conduzidos para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) - unidade da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE).

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que a ocorrência está em andamento e que mais detalhes serão repassados depois para não comprometer a investigação. 

O crime

Pedro Rodrigues foi morto ao ser abordado por dois homens em uma motocicleta na noite deste domingo (26), enquanto realizava entregas de comidas. Uma câmera de segurança flagrou o homicídio.

As imagens mostram um homem na garupa do veículo desembarcando com uma arma, e abordando o entregador, que parece não reagir. Em seguida, ele atira contra a vítima, que cai no chão, e parece pegar o celular dele.

O autor do disparo ainda sobe na motocicleta do motoboy, mas deixa ela e foge com o comparsa. Pedro foi socorrido e encaminhado para uma unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Trabalhava em dois empregos

Pedro Rodrigues Vieira, entregador morto no bairro Planalto Ayrton Senna, em Fortaleza
Legenda: Jovem era funcionário de uma empresa de entrega de documento durante o dia e, no turno da noite, trabalhava para um restaurante para garantir uma renda extra
Foto: arquivo pessoal

Segundo a irmã de Pedro Rodrigues, Jessica Vieira, o jovem era pai e trabalhava como entregador em dois estabelecimentos, um deles era com carteira assinada e o outro funcionava como uma renda "extra", para "levar o sustento" para a filha, de 7 anos. 

"Meu sentimento é de revolta. Só queria entender o motivo, por que mataram ele. Quero justiça!"
Jessica Vieira
irmã da vítima

Um dos locais em que ele era funcionário, um restaurante de sushi no bairro Prefeito José Walter, anunciou estar de luto devido ao assassinato. 

print de postagem de restaurante decretando luto após morte de entregador
Foto: reprodução

Denúncia

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser encaminhadas para  (85) 3257-4807, do DHPP, que está disponível para mensagens através do WhatsApp, onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

É possível contribuir ainda pelo número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS, ou para o (85) 3101-0181, que também é número de WhatsApp. O sigilo e o anonimato são garantidos.

VCRepórter 

Presenciou um fato importante que merece virar notícia? Tem um vídeo ou uma foto? A sua sugestão ou denúncia pode virar uma matéria no Diário do Nordeste. Envie para o nosso WhatsApp (85) 99969-0752. Clique aqui para já mandar uma mensagem.

Assuntos Relacionados