Forças de segurança investigam ameaças e furto de energia em residencial do bairro José Walter

Operação integrada busca ainda suspeitos com mandado de prisão em aberto

operação domus
Legenda: Ação integrada conta com aparato policial da SSPDS
Foto: Isaac Macêdo

A segunda fase da Operação Domus, deflagrada pelas forças de segurança do Ceará na manhã desta quarta-feira (21), apura crimes praticados no Residencial Cidade Jardim, no bairro José Walter, em Fortaleza. Quatro pessoas foram conduzidas à delegacia sob a suspeita de furto de energia. 

Entre as irregularidades, estão ameaças contra moradores, furto de energia e pessoas com mandado de prisão em aberto circulando no conjunto habitacional. A ação também monitora suspeitos com tornozeleiras eletrônicas.

Participam da mobilização policial a Coordenadoria Integrada de Planejamento Operacional (Copol), equipes da Polícia Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros Militar (CBMCE), da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e funcionários da Enel.

"Os locais [são escolhidos] em razão de estatística de criminalidade e também em relação a informações que chegam à secretaria. É uma operação permanente que veio para ficar e garantir a tranquilidade dos moradores", explica o secretário da SSPDS, Sandro Caron. 

A primeira etapa da Domus ocorreu na última quinta-feira (15), quando três pessoas foram presas no Residencial Alameda das Palmeiras, no bairro Ancuri. O trio capturado foi atuado pelo crime de furto de energia.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança