Dono de site de notícias do Pirambu é assassinado a tiros em Fortaleza

Givanildo Oliveira teria sido morto após publicação sobre prisão de criminoso

Escrito por Matheus Facundo e Rafaela Duarte,

Segurança
viatura de polícia no bairro pirambu
Legenda: O homicídio ocorreu na rua Nossa Senhora das Graças
Foto: Rafaela Duarte

Um homem, dono de um site de notícias locais do bairro Pirambu, em Fortaleza, foi assassinado a tiros na noite dessa segunda-feira (7). A morte teria sido motivada por uma publicação sobre a prisão de um criminoso no mesmo bairro.

O homicídio ocorreu na Rua Nossa Senhora das Graças, perto de onde o homem, identificado como Givanildo Oliveira,  morava. Abalada, a família no local não quis conversar com a reportagem do Sistema Verdes Mares. 

Em nota enviada na manhã desta terça-feira (8), a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que as polícias Militar e Civil estão em diligências com o intuito de "identificar a autoria do crime". O caso está sendo apurado pela 8ª Delegacia do Departamento de Homicidios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Camilo Santana se manifesta 

O governador Camilo Santana, no entanto, disse via redes sociais que o assassinato da vítima e a chacina de Juazeiro do Norte "são inaceitáveis e é preciso a imediata identificação e prisão de todos os envolvidos". 

O chefe do Executivo estadual garantiu que determinou ao secretário estadual da Segurança Pública e Defesa Social, Sandro Caron, diligências e investigações para o desfecho do caso. 

Camilo Santana
Foto: Reprodução/Instagram

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) lamentou a morte do comunicador e cobrou a apuração do crime "para saber se está relacionado a atuação do comunicador popular". 

Motivação 

As primeiras informações dão conta que o homem foi morto após o site Pirambu News publicar a notícia de que Francisco Airton Vieira Araújo, 24, foi preso por suspeita de duplo homicídio no bairro. 

O suspeito foi capturado no Pirambu e teria envolvimento na morte de dois jovens, um de 21 e outro de 25 anos. Dupla possuía antecedentes criminais.