Auxiliar de pastor suspeito de estuprar crianças já havia sido expulso de igrejas por assédio

De acordo com o delegado Wilson Camelo, responsável pela investigação, o suspeito passou por quatro igrejas no intervalo de três a quatro anos

auxiliar de pastor preso suspeito de abusar de crianças carentes em Itaitinga, na última sexta-feira (26), já havia sido expulso de outras comunidades evangélicas por conta de assédios. De acordo com o delegado Wilson Camelo, responsável pela investigação, ele passou por quatro igrejas no intervalo de três a quatro anos.

O suspeito, de 47 anos, atuava como diácono na igreja, função que tem como objetivo auxiliar o pastor evangélico. Segundo a polícia, o homem utilizava a função de liderança para aliciar crianças e adolescentes. 

O delegado Wilson Camelo conta que o líder religioso promovia atividades esportivas com as crianças e, em seguida, as levava para casa dele, onde praticava os assédios. O suspeito também oferecia dinheiro, videogames e roupas para atrair as vítimas.

Investigação

A investigação teve início em fevereiro deste ano, após denúncia de uma das vítimas. Na casa do suspeito, no bairro Vila Machado, também foram apreendidos um aparelho celular e uma cadela que se encontrava em situação de abandono.

Após a prisão, o suspeito foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Itaitinga. Conforme a polícia, as investigações continuarão com o objetivo de identificar outras possíveis vítimas.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de segurança?