Suspensão de títulos deve impactar eleição 2020, projeta TRE-CE

Mais de 350 mil eleitores podem ter o título cancelado a partir de março, afetando o quociente eleitoral

Escrito por Luana Barros,

Política
Legenda: Justiça Eleitoral prepara outro mutirão da biometria para antes do fechamento do cadastro eleitoral, em maio
Foto: Foto: Natinho Rodrigues

Mais de 350 mil eleitores de Fortaleza podem ter o título cancelado pela Justiça Eleitoral em março. Este é o número de pessoas que deixaram de realizar o cadastro biométrico na Capital até novembro de 2019. Mas a regularização pode ser feita até a data do fechamento do cadastro eleitoral, no dia 6 de maio.

O número deve afetar, inclusive, cálculos envolvidos para a ocupação das cadeiras do Legislativo Municipal. Pela projeção do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), o quociente eleitoral para eleição de vereadores pode ter aumento entre 20% e 25%. "Em conjunto com todos esses impactos causados à população, há o impacto da representação popular", explica Caio Guimarães, assessor jurídico da presidência do TRE-CE.

Sessão

O presidente do TRE-CE, desembargador Haroldo Máximo, esteve na Câmara Municipal de Fortaleza, nesta quarta-feira (12), para pedir apoio aos parlamentares. "Para realizarmos um trabalho conjunto e para que, no encerramento do cadastro eleitoral, não tenhamos um número significativo de eleitores com títulos cancelados em ano eleitoral", afirmou.

Vereadores tiraram dúvidas sobre o processo de cadastro biométrico e demonstraram preocupação com o alto número de eleitores ainda sem biometria. Coordenadora de atendimento ao eleitor do TRE-CE, Lorena Belo ressaltou que o principal problema é a baixa procura dos eleitores aos postos de atendimento, o que deve gerar transtornos no encerramento do prazo, em 6 de maio.

Com baixa procura, "os postos estão atendendo menos da metade do que seria a nossa capacidade. Muito nos preocupa que todas essas demandas venham se acumulando e se concentrando nas últimas semanas do prazo", sustentou Lorena Belo.,

Apoio

O presidente da Câmara, Antônio Henrique (PDT), afirmou que a Casa irá dar todo o apoio para o TRE-CE. “Queremos chegar até o eleitor para dizer da importância que ele vá procurar um desses pontos de atendimento para se regularizar”, afirmou.

Mutirão

O TRE-CE deve realizar mutirão nos dez dias finais para regularização dos títulos de eleitor. Antes disso, a partir do início do mês de março, os postos que estão realizando atendimento em shoppings voltam a atender aos sábados.