Servidores públicos municipais de Fortaleza entram em estado de greve

As categorias profissionais, que questionam as reformas aprovadas na Câmara Municipal, poderão iniciar a paralisação ainda nesta semana

servidores públicos municipais
Legenda: Servidores fizeram ato em frente ao Paço Municipal na manhã desta segunda-feira (15)
Foto: Divulgação

Os servidores públicos municipais de Fortaleza entraram em estado de greve em assembleia-geral na manhã desta segunda-feira (15). Com a decisão, as categorias poderão paralisar as atividades ainda nesta semana. 

Segundo a Frente Sindical das Entidades Representativas dos Servidores e Empregados Públicos Municipais de Fortaleza (Fersep/For), a deliberação é uma resposta  à votação, em 1º turno, na Câmara Municipal, para as reformas administrativa e do Previfor.

A coordenação da Fersep/For alega que as propostas apresentadas pelo governo municipal atingem servidores ativos, aposentados e pensionistas, além de poder agravar a falta de reajuste para trabalhadores inativos.

Isso porque, a proposta governamental oferta um plano de aposentadoria complementar e prevê o aumento da alíquota previdenciária de 11% para 14%. Ao mesmo tempo, estabelece o fim do direito do pensionista de receber 70% do valor do sálário enquanto o processo de pensão não é finalizado, entre outros.

Reunião com a Prefeitura

Em nota enviada ao Diário do Nordeste, a Prefeitura Municipal de Fortaleza disse que está marcada para o próximo dia 22 de fevereiro, uma reunião da Mesa Central com objetivo de discutir a reforma da previdência dos servidores públicos municipais. Segundo a nota, na última quinta-feira (11), 17 representantes de entidades sindicais foram recebidos na sede do executivo municipal para tratar sobre o tema.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política