Reunido com 170 prefeitos, Camilo Santana pede união em favor do toque de recolher no Ceará

Governador reiterou um dos pontos principais do decreto estadual publicado na noite da quarta (17). Ele também prestou contas sobre vacinação no Estado

Camilo reúne prefeitos e pede união para toque de recolher
Legenda: Camilo deixou claro aos prefeitos que, de acordo com a necessidade de cada município, é possível que sejam adotadas medidas específicas para enfrentamento da pandemia
Foto: Reprodução

O governador Camilo Santana (PT) reforçou, em reunião virtual com 170 prefeitos, nesta quinta-feira (18), que seja obedecido o toque de recolher das 22h às 5h, como determinado no último decreto estadual. Para isso, pediu união dos gestores. Ele também divulgou previsão de que, até o começo de abril, todos os idosos e pessoas vulneráveis estarão vacinadas no Ceará.  

"O objetivo dessa reunião é para alertar aos senhores e senhoras que o momento é grave e precisamos da cooperação de todos. As medidas que anunciamos ontem têm como objetivo reduzir a circulação de pessoas nas cidades, preservando a vida dos cearenses", citou o governador.  

Camilo deixou claro aos prefeitos que, de acordo com a necessidade de cada município, é possível que sejam adotadas medidas específicas. Os indicadores sanitários servirão de base para esse tipo de decisão.  

"Os números estão aumentando não apenas em Fortaleza, mas também no Interior [...] lembrem de colocar a atenção básica para atender a população nos primeiros dias de sintomas, para evitar que se agravem e precisem de uma UTI ou internação no hospital", apontou o governador. 

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), reafirmou que a situação epidemiológica da Covid-19 é preocupante não somente na Capital. “É importante que a gente compartilhe experiências e, acima de tudo, que unifique o discurso da importância de preservar a vida, seguindo a orientação das autoridades sanitárias, reforçou. 

O prefeito de Caucaia, Vitor Valim (Pros), esteve no encontro e pediu ao governador que haja um aumento da frota intermunicipal de ônibus em 10%. "Pedi para que o governador usasse a mesma sensibilidade que teve com Fortaleza. Precisamos levar em consideração a necessidade de muitos trabalhadores e trabalhadoras que se deslocarem diariamente de Caucaia para a capital", disse, em nota. Em Caucaia, foi anunciado aumento da frota urbana em horários de pico. 

Campanha de vacinação  

O governador tratou com os prefeitos também sobre o envio de novas doses de vacina para os estados.

"Estamos recebendo as vacinas e imediatamente repassando aos municípios, mas ainda é muito pouco, por isso aguardamos que os envios de novos lotes e o calendário de vacinação prometido pelo ministério da saúde sejam cumpridos. Acreditamos que, até o final de março, começo de abril, conseguiremos vacinar todos os idosos, além dos mais vulneráveis em todo o Ceará", disse.  

De acordo com a assessoria do Governo, 273 mil pessoas foram vacinadas em todo o Ceará, sendo 110 mil em Fortaleza.  

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Evandro Leitão (PDT), disse que "a Assembleia está sempre à disposição para superarmos esse momento de dificuldade para os cearenses". 

Participaram do encontro também a vice-governadora Izolda Cela (PDT) e os secretários da Casa Civil, Chagas Vieira.  

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política