Fortaleza passa a integrar rede internacional de cidades no combate ao coronavírus

No total, são 70 municípios que realizarão, nos próximos dias, novas conferências e experimentos de projetos para auxílio mútuo

Legenda: A Capital é uma das 70 cidades do mundo no projeto internacional
Foto: Foto: GUSTAVO PELLIZZON

Com o avanço do coronavírus pelo mundo, Fortaleza passou a integrar uma rede internacional com a participação de cidades de todos os continentes para trocar informações e experiências no combate à pandemia da Covid-19. A primeira conferência online entre as gestões, cientistas e pesquisadores foi realizada nesta terça-feira (31).

No total, são 70 municípios que realizarão, nos próximos dias, novas conferências e experimentos de projetos para auxílio mútuo. Fortaleza é uma das capitais brasileiras que possuem o maior número de casos confirmados do coronavírus no País, que registra 5.717 casos confirmados, conforme dados do Ministério da Saúde. A taxa de letalidade da Covid-19 é de 3,5%.

A Parceria por Cidades Saudáveis (Partnership for Healthy Cities, em inglês), é uma iniciativa financiada pela fundação norte-americana Bloomberg Philanthropies com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Vital Strategies.

Além da troca de experiências e orientações técnicas, o programa vai oferecer um aporte financeiro para a concretização das iniciativas. Os recursos servirão para a implementação de Intervenções Não Farmacêuticas (INP), ações de saúde pública, análise e comunicação de dados epidemiológicos, entre outros.

De acordo com o prefeito Roberto Cláudio, "esse desafio impõe a todos nós uma necessidade de cooperação sem precedentes, não apenas com nossos irmãos aqui em nosso estado e no Brasil, mas com líderes de todos os povos que enfrentam a mesma batalha que a nossa". 

Ele diz que é preciso "estar conectados com a ciência e com as práticas que tem mostrado resultado em todo o mundo e essa aliança do Parceria por Cidades Saudáveis nos oferece isso”. No primeiro encontro virtual, participaram o secretário-executivo de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Luiz Alberto Saboia, e técnicos da Secretaria Municipal de Saúde e da SCSP.

O esforço coletivo de cidades, Vital Strategies e OMS, é patrocinado pela Iniciativa de Resposta Global ao Coronavírus da Bloomberg Philanthropies, com orçamento de 40 milhões de dólares. A Vital Strategies, parceira na implementação e operacionalização da cooperação entre as cidades, é uma organização global de saúde com atuação em mais de 70 países em todo o mundo, incluindo o Brasil e com atuação em Fortaleza desde 2015.