Em Fortaleza, vice-prefeito de Granjeiro diz estar "consternado" com morte do prefeito João do Povo

Ticiano Tomé é filho do ex-prefeito Vicente Tomé, que governou a cidade em três mandatos

Legenda: Atual prefeito Ticiano Tomé é investigado pela morte do antecessor
Foto: Foto: Divulgação

O vice-prefeito de Granjeiro, Ticiano Félix da Fonseca, o Ticiano Tomé (PSDB), disse estar "consternado" com a morte do prefeito João Gregório Neto, o João do Povo (PL), assassinado a tiros na manhã desta terça-feira (24). Em Fortaleza, onde passa o Natal com familiares, o vice-prefeito aguarda os trâmites legais para assumir a gestão.

"É um fato que cabe à Justiça apurar, buscar as provas e averiguar o fato ocorrido. Não é normal. É lamentável. Todos nós estamos consternados, muito tristes com o acontecido", disse o vice, por telefone.

>Ticiano Tomé assumirá a Prefeitura do Município de Granjeiro
>Local da morte de prefeito, Granjeiro é uma das menores cidades do Ceará
>Pistolagem e brigas de família: a morte de prefeitos e ex-prefeitos em 50 anos

Os dois estavam rompidos politicamente há pouco mais de oito meses, após o grupo político de Vicente Tomé, que é pai do vice-prefeito, fazer denúncias contra João do Povo. O pai do vice-prefeito já comandou a Prefeitura de Granjeiro por três vezes.

"A política é feita de aliados e adversários políticos, mas isso não cabe na política", pontuou Ticiano.

Velório

O vice-prefeito aguarda orientações jurídicas sobre assumir a Prefeitura para decretar o luto oficial no município. 

Segundo ele, retornará na quarta-feira (25) à cidade, mas não sabe se chegará a tempo para o velório já que dependerá dos horários de ônibus disponíveis na rota para Granjeiro.

O velório de João do Povo acontece a partir desta terça-feira, às 19 horas. O sepultamento será amanhã, na cidade vizinha Várzea Alegre, sem horário definido.