Élcio Batista é o vice-prefeito eleito em Fortaleza; conheça o político

Um dos maiores projetos da gestão do atual prefeito, o Fortaleza 2040, foi desenvolvido pelo sociólogo

Com mais de 668 mil votos neste domingo (29) de eleições, a chapa composta por Sarto Nogueira (PDT) e Élcio Batista (PSB) foi escolhida pelos fortalezenses para comandar a Capital nos próximos quatro anos. A candidatura rival, formada por Capitão Wagner (Pros) e Kamila Cardoso (Pros), recebeu pouco mais de 624 mil votos.

Com o apoio do governador Camilo Santana e do atual prefeito Roberto Cláudio, Sarto e Élcio também lideraram o ranking de mais votados no primeiro turno das eleições. Juntos, após o último dia 15, conseguiram apoio do PCdoB, Psol, PV, PT, UP, Patriota e Solidariedade. 

Sarto tem 32 anos de vida pública, todos eles dedicados ao Legislativo municipal e ao estadual. Já Élcio entrou na política institucional no primeiro mandato do prefeito Roberto Cláudio, quando foi secretário da Juventude de Fortaleza. Antes disso, desenvolveu sua vida acadêmica nas ciências sociais, com foco em pesquisa. Conheça, a seguir, a trajetória política do vice-prefeito eleito:

Quem é Élcio 

Natural de Cascavel, no Paraná, Élcio cresceu em Aiuaba, no Sertão dos Inhamuns, terra de sua mãe, Raimunda. No entanto, aos sete anos, mudou-se para a Capital, onde estudou, mais tarde, Ciências Sociais, na Universidade Federal do Ceará (UFC). O político também tem mestrado na área. 

Antes de fazer carreira no alto escalão do Executivo Estadual e Municipal, o vice-prefeito eleito prestou serviços para o Instituto de Estudo e Pesquisa Sobre o Desenvolvimento do Ceará (INESP/CE) e para o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), além de ter sido Secretário-Executivo da Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp) e assessor de planejamento do Instituto de Arte e Cultura do Ceará (IACC). 

No primeiro mandato do prefeito Roberto Cláudio, Élcio foi secretário da Juventude de Fortaleza. No entanto, essa não foi a primeira vez que ele prestou serviços à Prefeitura: um dos maiores projetos da gestão do atual prefeito, o Fortaleza 2040, também foi desenvolvido pelo sociólogo. Além disso, ele ajudou a elaborar o plano de governo de Roberto Cláudio com Eudoro Santana, pai do governador cearense Camilo Santana. 

Já para o início da segunda gestão de Camilo, Élcio foi para a chefia da Casa Civil, cargo que ocupou até ser exonerado para concorrer à Prefeitura ao lado de Sarto. 

Neste ano, no início de abril, Élcio se filiou ao PSB para ser lançado como cabeça de chapa em pré-candidatura à Prefeitura, pela sigla. Na época, ele era uma das opções para composição de chapa apoiada por algumas das maiores lideranças políticas do Estado, como Camilo e Roberto Cláudio. Na lista de possíveis postulantes nessa linha, estavam também Samuel Dias, então secretário municipal de Governo da Prefeitura de Fortaleza, e Nelson Martins (PT), secretário chefe da Casa Civil, à época. 

Já no período eleitoral, Élcio assumiu a frente da campanha porque Sarto, cabeça da chapa, foi diagnosticado com Covid-19. Durante as quase três semanas em que Élcio tocou as atividades de campanha, o prefeito eleito chegou a ser internado, mas se recuperou. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política