Deputado federal José Carlos Schiavinato morre vítima da Covid-19

O político, natural do Paraná, é o primeiro em exercício no cargo a falecer devido à doença

José Carlos Schiavinato
Legenda: O corpo do parlamentar será transportado de Brasília para o município paranaense de Toledo
Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O deputado federal José Carlos Schiavinato (Progressistas-PR) faleceu vítima da Covid-19, na noite de terça-feira (13), em Brasília. Ele estava internado tratando a doença desde o dia 3 de março. Schiavinato é o primeiro deputado federal em exercício a morrer em decorrência do novo coronavírus.
 
Conforme o boletim médico mais recente, divulgado no dia 8 de abril, o deputado estava em estado grave e com complicações no pulmão. Schiavinato precisou passar um procedimento para desobstrução das vias biliares. As informações são do portal G1.

A esposa dele, Marlene Schiavinato, também faleceu vítima da doença, no dia 12 de março. O deputado não chegou a ser informado da morte da companheira, segundo a assessoria. 

O corpo de José Carlos Schiavinato será transportado de Brasília para o município paranaense de Toledo. A equipe do deputado ainda não informou detalhes sobre o sepultamento. O político deixa dois filhos e seis netos.

Trajetória na política

Schiavinato é natural de Iguaraçu, no norte do Paraná, e exercia o primeiro mandato como deputado federal. Com uma carreira de mais de 35 anos de vida pública, o engenheiro Civil também foi deputado estadual do Paraná, entre 2015 e 2018, além de prefeito de Toledo por dois mandatos, entre 2005 e 2012.

Segundo o perfil do político no site da Câmara dos Deputados, "municipalismo e a defesa do setor produtivo do Brasil" eram as maiores bandeiras de Schiavinato.

Na casa legislativa, ele era membro titular da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, tendo integrado também as comissões especiais de Política de Mobilidade Urbana e da PEC 391/17, que aumenta repasses para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Foi ainda integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, que funcionou entre março e outubro de 2019.

A vaga deixada na Câmara será assumida pelo suplente Valdir Luiz Rossini (PSDB-PR).

O político é o primeiro deputado federal em exercício a morrer vítima da doença, informou a Câmara dos Deputados. O Brasil já registra a morte de três senadores: Major Olímpio, Arolde de Oliveira e José Maranhão.

Comoção

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), lamentou a morte do deputado e se solidarizou com a família e amigos de Schiavinato. Ratinho também lembrou da liderança política do parlamentar.

O senador Alvaro Dias (Podemos), do Paraná, também lamentou a morte do deputado, em uma rede social.

Deputados federais também publicaram mensagens nas redes sociais se solidarizando com a família do político, como Coronel Tadeu (PSL), Aliel Machado (PSB), José Medeiros (Podemos), Daniel Freitas (PSL), Carla Zambelli (PSL) e Bia Kicis (PSL).

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política