Comissão formada pelos 3 Poderes vai buscar solução para motim de policiais

Por sugestão do Ministério Público, representantes do Executivo, Legislativo e Judiciário formam grupo para resolver a crise na Segurança Pública

Depois de um dia intenso de reuniões entre chefes dos três poderes estaduais (Executivo, Legislativo e Judiciário), com a presença do Ministério Público estadual e do Comando da 10ª Região Militar, que comanda a operação de Segurança Pública nas ruas, as autoridades resolveram formar uma comissão que contará com membros de todos os envolvidos para abrir um novo canal de diálogo com o movimento dos policiais militares. A comissão será instalada nesta quarta-feira (26) e realiza sua primeira reunião. 

AO VIVO: acompanhe coletiva de imprensa sobre o início dos trabalhos na comissão

A solicitação foi do Ministério Público diante do acirramento da situação e da necessidade de se ouvir as partes para dar um passo à frente em busca de um acordo. O Diário do Nordeste apurou que, nesta quarta-feira (26), cada um dos três poderes indicará um membro para participar da comissão que terá a coordenação do Ministério Público e acompanhamento do Exército Brasileiro. 

Após a criação da comissão, o movimento será procurado para indicar representantes que tenham legitimidade para apresentar as demandas e fechar um acordo para a volta da normalidade. 

Uma fonte que participou dos diálogos assegura não se tratar de anistia. O que pode ocorrer é uma tentativa de, mantendo a legalidade, buscar individualizar as condutas em relação aos ditames constitucionais.

“Quem cometeu crime paga pelo crime. Alguns fizeram mais, outros fizeram menos, e outros não fizeram nada”, declara a fonte. 

> Veja quem são os 230 policiais afastados por motim no Ceará

> 43 policiais militares desertores foram presos após paralisações

> Ceará tem dia mais violento dos últimos 8 anos

O movimento dos policiais militares, até o fim da noite desta terça-feira (25), não havia sido informado, de maneira oficial, sobre a criação da comissão. Os manifestantes só tomaram conhecimento do fato por meio da imprensa.

Na noite desta terça-feira, os três Poderes divulgaram uma nota conjunta sobre a iniciativa, sem entrar em detalhes.

"Os Poderes Constituídos do Estado do Ceará - Legislativo, Executivo e Judiciário - informaram na noite desta terça-feira (25/02), em nota conjunta, por sugestão do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), a criação de comissão com objetivo de buscar uma solução para por fim à paralisação dos Policiais Militares do Estado. A Comissão será formada por integrantes de cada poder, com do participação do MPCE e acompanhamento do Exército Brasileiro", informou uma nota publicada pela Assembleia Legislativa, pelo Governo do Ceará e pelo Tribunal de Justiça do Ceará.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política

Assuntos Relacionados