Ipece deve lançar concurso na área técnica em 2022

Informação foi revelada durante evento de comemoração dos 18 anos do instituto

reprodução
Legenda: Evento comemorativo dos 18 anos do Ipece lembrou história do instituto e discutiu a tendências dos indicadores econômicos durante a pandemia.
Foto: Reprodução

O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) deve lançar um concurso para recomposição do quadro técnico no próximo ano. A possibilidade foi revelada nesta quarta-feira (14) durante evento virtual em comemoração aos 18 anos do instituto.

Segundo o diretor geral do Ipece, João Mario de França, o processo de preparação deve ser realizado ao longo desse ano para que o lançamento do certame ocorra em 2022.

"Hoje recebemos no evento a sinalização da alta gestão da Seplag (Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado) do interesse no fortalecimento institucional do Ipece e na ideia de um concurso que já vínhamos conversando. Mas agora que esse processo vai começar a avançar nas suas diversas etapas burocráticas e legais, inclusive com a fase de autorização", detalha.

Vagas e cargos

Por se tratar de uma indicação inicial, ainda não se sabe quantas vagas serão disponibilizadas, nem para quais cargos e salários será o certame.

França lembra que o último concurso do Ipece foi realizado em 2006, quando foram contratados 18 analistas, dos quais apenas nove permanecem no quadro de colaboradores.

Fortalecimento institucional

O titular da Seplag, Mauro Filho, ressaltou a contribuição do Ipece no desenvolvimento das políticas públicas estaduais ao longo dos anos e reforçou que o momento é de fortalecer o Ipece como instituição técnica.

"É impressionante como o Ipece se consolidou. E tem uma razão, não foi algo gratuito. Se deve, sobretudo, ao papel que o Ipece passou a exercer na avaliação das políticas públicas. Nem o Governo Federal tem tanta expertise para fazer isso", pontuou. 

"Então, chegou a hora de fazer o fortalecimento do Ipece, olhar necessidades da instituição, não só de cunho fiscal e financeiro, mas também de pessoal. Faz muito tempo que tivemos concurso e já estou pensando em fazer a absorção dos técnicos para dentro das secretarias", acrescentou Mauro Filho.

O diretor geral do Ipece lembra que essa dinâmica de integração já existe, mas pode ser ampliada. "O Ipece, com seus analistas, já assessora as diversas secretarias de Governo na elaboração e avaliação de suas políticas públicas. Além disso o Instituto está muito integrado com a Seplag e outras secretarias na elaboração do Plano Plurianual", afirma França.

Ele ainda destaca que a recomposição do quadro técnico resultaria em uma maior contribuição do Ipece com o Governo do Estado. "Com um quadro técnico ampliado e com alta excelência, podemos atuar em mais frentes. Contribuir, por exemplo, cada vez mais nessa agenda de desenho, monitoramento e avaliação de políticas públicas; aumentar nossa integração com as secretarias; auxiliar na melhoria da eficiência da gestão pública e no processo de tomada de decisão; ampliar mais nossas análises e projeções sobre indicadores econômicos e sociais".

Quero receber conteúdos exclusivos do Papo Carreira