Fortaleza responde racismo com dois mosaicos históricos contra River Plate; veja imagens

As equipes se enfrentaram nesta quinta-feira (5), na Arena Castelão, pela Libertadores

Mosaico permanente do Fortaleza pede STOP RACISM
Legenda: Mosaico permanente do Fortaleza pede "Stop Racism"
Foto: Matheus Amorim / FEC

A torcida do Fortaleza preparou uma ação antirracista para a partida contra o River Plate, pela Libertadores, nesta quinta-feira (5). Após sofrer com o racismo em Avenalleda, na Argentina, os torcedores montaram mosaicos em prol da conscientização, em iniciativa com apoio do clube.

Uma resposta contra a injúria racial. Em Avellaneda, na Argentina, um torcedor argentino jogou uma banana na torcida leonina presente no estádio Monumental de Núñez. Os casos racistas também se tornaram frequentes em outros jogos envolvendo times brasileiros, como Flamengo no Chile.

Assim, a arquibancada pediu o basta com as frases "Juntos na Luta" e "Stop Racism". Em campo, o goleiro Max Walef atuou com a mensagem na luva. No momento do hino nacional brasileiro, todos cantaram à capela dentro do estádio.

Imagem aberta do mosaico da torcida do Fortaleza
Legenda: O Fortaleza montou um mosaico com a frase Juntos na Luta" contra o racismo diante do River Plate
Foto: Matheus Amorim / Fortaleza

É momento de união, de mostrar os episódios e exigir punição exemplar das autoridades. A Conmebol, que gerencia os torneios sul-americanos, prometeu medidas mais duras. Enquanto tudo é apenas discurso, o futebol cearense marca posição.

Na Copa Sul-Americana, os alvinegros do Ceará exibiram uma faixa: "Por um mundo sem racismo, sem preconceito". O ato foi foi diante do La Guaira, da Venezuela. Dentro do regimento da Conmebol, o racismo resulta somente em uma multa de 30 mil dólares (R$ 150 mil) - pena que foi imposta ao River, por exemplo.