Baixa estatura de homens estaria ligada à pedofilia, diz estudo

OTAWA - Homens baixos têm mais chances de se sentir sexualmente atraídos por crianças que homens altos, de acordo com um novo estudo a respeito das raízes biológicas da pedofilia, realizado no Canadá.

A hipótese é de que esta atração seja conseqüência de uma exposição a "condições pré-nascimento", que afetou o desenvolvimento físico dos pedófilos, escreveu o Centro para Vícios e Saúde Mental no relatório "Abuso Sexual: Pesquisa e Tratamento".

"Esta pesquisa não conclui se pedófilos não sejam criminalmente responsáveis por seu comportamento", afirmou James Cantor, principal autor do estudo."Mas a descoberta de marcos biológicos para a pedofilia tem implicações importantes para o futuro e para o desenvolvimento de eventuais tratamentos".

Analisando as fichas de mais de mil homens processados por pedofilia ou outros distúrbios sexuais em Toronto entre 1995 e 2006, os pesquisadores observaram que homens pedófilos eram em média 2 cm mais baixos que aqueles não atraídos sexualmente por crianças.

Essa diferença de altura é um traço associado a outras disfunções com origens biológicas, como a esquizofrenia ou o mal de Alzheimer, também relacionados à baixa estatura, segundo os pesquisadores.

A mesma equipe de cientistas já havia descoberto que pedófilos "possuem o QI mais baixo, têm três vezes mais chances de ser canhotos, repetiram mais vezes na escola e sofreram mais lesões na cabeça durante a infância".

Você tem interesse em receber mais conteúdo internacional?