Argentina fecha fronteiras por 15 dias para combater coronavírus

Medida foi anunciada pelo presidente Alberto Fernández

A Argentina decretou nesse domingo (15) o fechamento das fronteiras como medida de precaução diante da pandemia de coronavírus, anunciou o presidente Alberto Fernández em entrevista coletiva. 

"Nos próximos 15 dias, ninguém poderá entrar no país, exceto argentinos e estrangeiros residentes", afirmou o presidente.

"O coronavírus não vem apenas da Europa e está começando a afetar os países vizinhos e a nós mesmos", acrescentou.

Fernández destacou que as aulas foram suspensas em escolas públicas e privadas até 31 de março como forma de prevenção.

Após uma reunião com autoridades e especialistas em saúde, o presidente afirmou que os parques nacionais também serão fechados, que aqueles com mais de 65 anos serão licenciados de seu trabalho e que os eventos que reúnam grande número de pessoas serão suspensos.

"Tudo indica que o que precisamos fazer é minimizar a circulação do vírus. Fazer tudo que for possível para que o vírus não circule entre nós", disse Fernández.

"Temos que ganhar tempo para poder gerenciar melhor a questão da saúde", afirmou.

O Ministério da Saúde da Argentina informou que o número total de casos confirmados de coronavírus no país é de 56, com duas mortes.

Até agora, o coronavírus infectou mais 162 pessoas em todo o mundo e matou pelo menos 6.070, de acordo com uma contagem da Reuters.

Tira as dúvidas sobre o novo coronavírus: 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia do Covid-19, no dia 11 de março. O órgão alertou que o número de pacientes infectados, de mortes e de países atingidos deve aumentar nos próximos dias e semanas.

O termo pandemia se refere ao momento em que uma doença já está espalhada por diversos continentes com transmissão sustentada entre as pessoas.

TRANSMISSÃO E CUIDADOS

O novo vírus é transmitido por vias respiratórias, pelo ar, e por gotículas de saliva que saem em um espirro ou tosse, por exemplo, e também podem ser transferidas por contato físico ou superfícies contaminadas.

SINTOMAS

Os principais sintomas são tosse seca, febre e cansaço. Algumas pessoas podem sentir dores no corpo, inflamação na garganta, congestionamento nasal e diarreia.

PREVENÇÃO

As pessoas devem ter cuidado com a higienização das mãos e evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca.

Você tem interesse em receber mais conteúdo internacional?