Comunicado: variação nos preços dos alimentos em Fortaleza

A pesquisa no preço dos alimentos deve se tornar ainda mais importante neste mês de fevereiro. É a orientação do Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, o Procon Fortaleza. Isto porque muitos alimentos devem sofrer variações altas nos preços. A maior variação deve ser observada na laranja, em um percentual de até 745,76%. Isso mesmo! Segundo levantamento do órgão, o quilograma da fruta pode ser encontrado de R$ 0,59 a R$ 4,99, a depender do estabelecimento. E não é o único produto a sofrer com as variações assustadoras de preços.

Variação

Outros alimentos devem ter variações. A pesquisa realizada pelo Procon Fortaleza chegou a uma variação de 256% para o preço do mamão, 254% no abacaxi e pouco mais de 167% para cebola e pimentão. Então, a dica é não esquecer de pesquisar e comparar os preços antes de fazer as compras para casa.

Repovoamento

Nos municípios de Ererê, Pereiro e Saboeiro, foram distribuídos 200 mil alevinos de tilápia em áreas represadas como incentivo à atividade da pesca artesanal. A distribuição faz parte do Projeto de Peixamento dos açudes públicos e também beneficiou, anteriormente, as cidades de Salitre, Acopiara, Itapipoca e Trairi.

Conscientizar

Neste domingo (16), a Praia de Iracema recebe uma programação especial. É o Por do Sol dos Raros, parte das ações do mês de conscientização sobre doenças raras em Fortaleza. Aberto ao público, o evento contará com música e distribuição de panfletos informativos.

Para aprender

A programação faz parte do mês das doenças raras, motivado pelo Dia Mundial de Doenças Raras, celebrado em 29 de janeiro. É neste dia que irá ocorrer o 1° Simpósio Nacional voltado para a temática, cujo público-alvo são médicos, profissionais de saúde e estudantes de Medicina.

E pode?

Tem festa de Pré-Carnaval usando dinheiro público para fazer festa "na surdina". Evento na Monsenhor Tabosa tinha avisado do cancelamento da apresentação neste domingo, o que, sendo contemplado por edital da Prefeitura de Fortaleza, nem deveria ser permitido. Mas pode ser ainda mais grave: circula no WhatsApp convite "pessoal e intransferível" para os festejos, mas com o pedido de não divulgar. E a Prefeitura e o povo fortalezense pagando por tudo. Pode um negócio desses?

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados


Redação 25 de Outubro de 2020