Maioria dos clubes das Série A e B é contra retorno do Brasileirão em 9 de agosto

Equipes como Corinthians, Palmeiras e Grêmio apresentaram resistência com a data

Foto: Yasuyoshi Chiba / AFP

A maioria dos clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro são contra o retorno do torneio no dia 9 de agosto. A informação foi publicada na coluna do Paulo Vinícius Coelho, do GloboEsporte.com. O principal argumento é de que a data pode atrapalhar a conclusão dos Estaduais, previstos para retomar no dia 25 de julho - o Ceará é uma exceção e pode ter reinício no dia 6 do próximo mês.

Dentre os que se mostram resistentes estão equipes como Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos, Grêmio e Internacional. A ala que mais defende o reinício é liderada por Vasco e Flamengo, com diretorias que fizeram pressão junto ao presidente Jair Bolsonaro para liberação do futebol durante a pandemia de Covid-19.

O regresso do principal liga nacional foi uma proposta da própria Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Após reunião entre membros da entidade e representantes dos times, ficou definido que o Brasileirão retorna e que as equipes com jogos em municípios com alto índice de restrição ao esporte devem mudar de endereço. A expectativa é de encerramento do calendário em fevereiro de 2021.

Diante da oferta, Ceará e Fortaleza apresentaram otimismo. Os elencos têm autorização para realizar treinamentos presenciais desde 1º de junho, quando entrou em vigor o plano estadual de reabertura da economia. Um protocolo de jogo também foi concluído pela Federação Cearense de Futebol (FCF) e encaminhado às autoridades sanitárias.