Kylian Mbappé renova contrato com o PSG e La Liga apresentará queixa na UEFA

O atacante francês renovou até junho 2025 e se tornou o jogador mais bem pago do mundo

Legenda: Mbappé renovou com PSG até 2025
Foto: Foto: AFP

A longa novela acabou. Kylian Mbappé renovou com o Paris Saint-Germain, com o clube francês anunciando a permanência dele em suas redes sociais.

Veja o anúncio do PSG

 

 

Novela

 

Apesar de meses de rumores e especulações que o colocaram muito perto do Real Madrid, Kylian Mbappé acabou decidindo renovar com o Paris Saint-Germain. 

A novela durava vários meses, foi encerrada neste sábado (21), com o astro da Seleção Francesa assinando até junho 2025 e se tornando no jogador mais bem pago do mundo. Especula-se que Mbappé vai receber 50 milhões de euros por temporada.

"Gostaria de anunciar que optei por renovar meu contrato com o Paris Saint-Germain e, claro, estou muito satisfeito. Estou convencido de que aqui posso continuar crescendo em um clube que oferece tudo o que é necessário para atuar em alto nível. Também estou muito feliz por continuar a jogar na França, o país onde nasci, onde cresci e onde fiz o meu nome", declarou o jogador.

 

 

La Liga se pronuncia

Antes mesmo do anúncio oficial do PSG, a La Liga, organizadora do Campeonato Espanhol, atacou o clube francês e seu presidente. A entidade apresentará queixa na UEFA, questionando o Fair Play Financeiro.

 

 

"Perante o possível anúncio de Kylian Mbappé de permanecer no Paris Saint-Germain, a LaLiga quer afirmar que este tipo de acordo ameaça a sustentabilidade económica do futebol europeu, colocando em risco centenas de milhares de empregos e integridade desportiva a médio prazo, não só de competições europeias, mas também das nossas ligas nacionais".

"É escandaloso que um clube como o PSG, que na temporada passada perdeu mais de 220 milhões de euros, depois de ter acumulado perdas de 700 milhões de euros nas últimas temporadas (mesmo declarando rendimentos de patrocínios de valor muito duvidoso) com um custo de pessoal desportivo em torno de 650 milhões para esta temporada 21/22, pode enfrentar um acordo com essas características enquanto os clubes que poderiam aceitar a chegada do jogador sem ver sua massa salarial comprometida, ficam sem poder contratá-lo".

Por fim, a La Liga afirmou que prestará queixa contra o time francês junto à UEFA.

Por todo o exposto, a LaLiga vai apresentar uma queixa contra o PSG junto da UEFA, autoridades administrativas e fiscais em França e perante os órgãos competentes da União Europeia, para continuar a defender o ecossistema económico do futebol europeu e a sua sustentabilidade".

 

 

 

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados