Guto Ferreira tem desfalques na equipe principal do Ceará

Técnico alvinegro não contará com o zagueiro Luiz Otávio na próxima partida e Rick e Rafael Sóbis são dúvida. Outros cinco jogadores, que são peças importantes, não viajaram a Salvador por estarem machucados

Legenda: Técnico do Ceará tem desfalque do volante Charles contra o Bahia
Foto: Felipe Santos/Cearasc.com

Desde a retomada das partidas de futebol no Estado, Guto Ferreira já soma cinco partidas no comando técnico do Alvinegro de Porangabuçu. Foram três pelo Campeonato Cearense e duas pela Copa do Nordeste. E, neste período, o treinador vem acumulando algumas dores de cabeça para montar o elenco do Vovô. De cara, ele já ficou sem cinco jogadores que poderia utilizar no time principal ou em substituições ao longo dos jogos.

São eles: Felipe Silva, Rodrigão, Rogério, Fabinho e William Oliveira, todos entregues ao departamento médico quando o time viajou para Salvador. Por isso, nem foram relacionados. Rogério, Fabinho e William Oliveira foram liberados nesse meio-tempo.

Mas os dois principais problemas de momento são para os desafios seguintes. O zagueiro Luiz Otávio foi expulso na partida contra o Vitória e está fora do Clássico-Rei da terça-feira (28). O atacante Rick é dúvida após sair sentindo dores durante a 1ª etapa contra o Leão Rubro-Negro e pode ser outra ausência importante. Além deles, o também atacante Rafael Sóbis deixou a partida se sentindo mal.

"Jogamos três partidas do Estadual e duas da Copa do Nordeste em 12 dias. Mesmo a gente tendo trocado algumas peças, isso é difícil. Eram partidas decisivas. Espero que a gente possa retomar um bom jogo contra o nosso rival na semifinal para chegarmos à final. Soubemos sofrer e precisamos estar bem postados defensivamente", analisou Guto Ferreira.

Por outro lado, o lateral-direito Samuel Xavier estará de volta depois de cumprir suspensão. O defensor fez muita falta à equipe no difícil triunfo nas quartas de final. Eduardo, embora consistente na marcação, não deu a amplitude necessária pelo setor junto a Fernando Sobral, que também apoia menos. O lado direito do Ceará quase não existiu na fase ofensiva e, sem Rick, faltou agressividade nas pontas.

Meta é superação

O 1º Clássico-Rei fora do Ceará vai carregar um peso diferenciado. Além da tradicional rivalidade em campo, o vencedor garante vaga na final da Copa do Nordeste. A semifinal vai pulsar como uma verdadeira decisão nesta semana entre os maiores clubes do Estado.

Nesta temporada, já foram dois clássicos, um pela Copa do Nordeste e outro pelo Campeonato Cearense, ambos durante a fase de grupos de cada competição.

Apesar de já terem enfrentado adversários de Série A do Campeonato Brasileiro nesta edição do Nordestão (Sport e Bahia), o duelo cearense certamente será o mais difícil para as equipes neste ano.

"Todos os jogos do Ceará, independentemente de contra quem, temos sempre de nos superar. O mais importante não é o adversário, mas que pode nos levar até a final. O nosso grupo tem se colocado em uma posição de busca e superação", frisou o técnico alvinegro.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?