Guia da Série A: Ceará e Fortaleza entram na Série A 2021 com os melhores elencos dos últimos anos

Alvinegros e Tricolores iniciam a principal disputa da temporada neste domingo (30)

Gabriel Dias disputa bola com David
Legenda: Elencos de Vovô e Leão possuem mais qualidade que nos anos anteriores
Foto: Kid Junior/SVM

Ceará e Fortaleza realizam, em 2021, um feito inédito. Ambos irão para o terceiro ano consecutivo juntos na Série A do Campeonato Brasileiro (o Vovô está na quarta disputa). Mesmo com a pandemia da Covid-19, mais tempo na elite do futebol brasileiro representa aumento de receitas, de visibilidade, patrocínios e investimentos. E por isso os dois clubes chegam para esta temporada com os melhores elencos dos últimos anos.

E não é exagero falar isso, tendo em vista que os próprios presidentes Robinson de Castro e Marcelo Paz já realizaram tais afirmações. Ao menos na teoria e no potencial individual dos nomes integrantes nos dois elencos, há maior capacidade que nos grupos que realizaram as disputas mais recentes.

A base reforçada

Zagueiro Luiz Otávio anda cabisbaixo e triste
Legenda: Luiz Otávio desfalcou o Ceará nas últimas quatro partidas
Foto: Fausto Filho / Ceará SC

Com a boa campanha realizada na última temporada, o Ceará teve o desafio de manter a base e conseguiu. Quase todos os principais jogadores de 2020 foram mantidos, inclusive destaques importantes como Richard, Luiz Otávio, Bruno Pacheco, Charles, Lima e, claro, o meia Vina, que foi eleito o melhor do Campeonato Brasileiro na posição e esteve presente na seleção da competição.

Mas a diretoria alvinegra não se satisfez apenas em manter a base. Havia a consciência de que era necessário realizar contratações que elevassem o nível técnico do grupo ainda mais. 

Algumas saídas, como de Tiago Pagnussat e Samuel Xavier, foram repostas à altura, com as chegadas de Messias e Gabriel Dias.

Zagueiro Messias do Ceará com a bola dominada em jogo
Legenda: Messias foi uma das principais contratações do Ceará para 2021 e jogou todas as partidas do clube na Série A até então
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Outros jogadores foram pinçados de forma planejada, dentro do modelo de jogo do técnico Guto Ferreira, como Speed Mendoza, Jael, Oliveira, Jorginho e Marlon. E há ainda outros bons nomes no grupo, como João Ricardo, Saulo Mineiro, Cléber, Fernando Sobral, Felipe Vizeu, Kelvyn e Yony González (este último, porém, está devendo).

Fato é que o elenco do Ceará foi moldado para fortalecer a ideia de jogo que fez sucesso no Brasileiro 2020, com mais qualidade técnica, força física e novas possibilidades de variações. É um elenco mais robusto e que pode fazer campanha ainda melhor que a da última temporada.

Elenco do Ceará:

  • Goleiros: Richard, João Ricardo, Vinícius Machado e André Luiz;
  • Zagueiros: Luiz Otávio, Messias, Klaus, Jordan, Gabriel Lacerda e Alan Uchôa;
  • Laterais: Gabriel Dias e Buiú (D); Bruno Pacheco, Kelvyn e Alessandro (E);
  • Volantes: Charles, Oliveira, Fabinho, Fernando Sobral, Pedro Naressi, William Oliveira e Geovane;
  • Meias: Vina, Jorginho, Marlon e Felipe Baxola;
  • Atacantes: Speed Mendoza, Lima, Saulo, Jael, Vizeu, Cléber, Yony González, Rick e Jacaré.

Reformular para evoluir

Lucas Crispim comemorando gol pelo Fortaleza
Legenda: Lucas Crispim foi a primeira contratação do Fortaleza para 2021
Foto: Thiago Gadelha

O Fortaleza seguiu o caminho oposto. A missão era de realizar mudanças estruturais significativas e reformular o elenco. Alterações eram necessárias após a campanha ruim realizada na última temporada, em que o Tricolor terminou na 16ª colocação, com os mesmos 41 pontos que o rebaixado Vasco, escapando apenas pelo saldo de gols. Foi uma trajetória que teve quase um turno inteiro de derrotas (17 ao todo).

Foram nada menos que 11 contratações realizadas e, hoje, o time titular conta com várias das caras novas.

Mas a mudança precisava ser mais profunda. Na falta de tempo entre uma temporada e outra (menos de uma semana) a diretoria apostou na manutenção de Enderson Moreira no comando técnico. O trabalho não fluiu, o desempenho seguia pífio e a troca após a eliminação na semifinal da Copa do Nordeste para o Bahia garantiu, enfim, o fôlego necessário: o argentino Juan Pablo Vojvoda chegou e em pouco tempo mostrou o quanto esse elenco atual pode e deve render mais.

Robson treinando
Legenda: Robson foi uma das boas contratações do Tricolor para a temporada
Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC

É fato que a maioria dos adversários enfrentados foram de nível técnico bem inferior. Mas há de se destacar que enfrentou o rival Ceará duas vezes, com uma vitória e um empate, e conquistou o Campeonato Cearense. 

Mesmo ainda em estágio inicial, o trabalho do argentino é bastante promissor e há grande confiança de que ele será capaz de extrair e colocar em prática o real potencial que este elenco possui, o que será de fato um grande desafio pelo fato de precisar encontrar uma identidade para a equipe com o campeonato em andamento.

Elenco do Fortaleza

  • Goleiros: Felipe Alves, Marcelo Boeck, Max Walef e Kennedy;
  • Zagueiros: Marcelo Benevenuto, Titi, Juan Quintero, Wanderson, Jackson, João Paulo e Vinícius;
  • Laterais: Tinga e Daniel Guedes (D); Carlinhos e Bruno Melo (E);
  • Volantes: Éderson, Felipe, Ronald, Matheus Jussa, Gustavo Blanco e Pablo;
  • Meias: Matheus Vargas, Lucas Crispim, Yago Pikachu, Luiz Henrique e Mariano Vázquez;
  • Atacantes: Wellington Paulista, Robson, David, Romarinho, Osvaldo, Isaque, Coutinho, Igor Torres e Wellington Nem.
Quero receber conteúdos exclusivos de esporte